Rogério Gonçalves quer tanto ou mais que Domingos

O novo treinador da Académica, Rogério Gonçalves, prometeu hoje muito trabalho em 2009/2010, para fazer igual ou melhor do que o seu antecessor, Domingos Paciência, que conseguiu o 7º lugar na última temporada.

"Reconheço que tenho uma herança pesada e prometo muito trabalho para fazermos igual ou melhor do que a temporada passada. Por isso, não vou pedir só a manutenção, mas algo mais do que isso. A Académica esteve a lutar por patamares bastante elevados, fez um bom campeonato e a melhor classificação dos últimos 25 anos. Por isso, vou pedir empenho, dedicação e inteligência por parte dos meus jogadores", referiu o técnico durante a sua apresentação.

Rogério Gonçalves considerou ainda que a fasquia está alta e desejou "corresponder da mesma forma", manifestando a sua satisfação pelo facto de o seu antecessor, Domingos Paciência, "ter sido bem tratado" em Coimbra.

Confrontado com o facto de o orçamento ser mais reduzido do que o do ano anterior, disse não estar preocupado, justificando que os reforços estão a ser estudados, no sentido de colmatar as falhas, e que a procura de jogadores em escalões inferiores pode ser a solução.

 "Por vezes, encontram-se jogadores que são agradáveis surpresas. Vamos buscar jogadores nos escalões inferiores, com vencimentos também inferiores, que, por vezes, dão melhores respostas do que jogadores com vencimentos superiores", justificou.

 Rogério Gonçalves salientou ainda que a entrada de novos jogadores está condicionada à saída de alguns elementos da equipa.

O médio Jonathan Bru é o único garantido até ao momento, além do contrato profissional assinado com o júnior Flávio Ferreira e dos regressos do guarda-redes Ricardo, dos costa-marfinenses Vouho e Fofana e do médio Vítor Vinha.

Ler mais

Exclusivos