Luisão e Garay formam a 'muralha' ideal

Dupla de centrais do Benfica convence os leitores do DN.

Luisão e Ezequiel Garay, dois jogadores chave na primeira volta do Benfica na Liga, foram escolhidos pelos leitores do DN para formarem a dupla de centrais da equipa ideal da primeira metade do campeonato.

O internacional argentino, ex-Real Madrid, somou 67.1% das preferências, um pouco mais que o seu companheiro de setor, Luisão (64.3%). A dupla alternativa aos dois centrais do Benfica seria constituída por Onyewu (19.3%), do Sporting, e por Rolando, do FC Porto (17.1%).

Além de se terem destacado no plano defensivo, os dois centrais do Benfica também já fizeram o gosto ao pé - ou à cabeça, em ambos os casos - na Liga, assim como Rolando e Onyewu.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

O populismo entre nós

O sucesso eleitoral de movimentos e líderes populistas conservadores um pouco por todo o mundo (EUA, Brasil, Filipinas, Turquia, Itália, França, Alemanha, etc.) suscita apreensão nos países que ainda não foram contagiados pelo vírus. Em Portugal vários grupúsculos e pequenos líderes tentam aproveitar o ar dos tempos, aspirando a tornar-se os Trumps, Bolsonaros ou Salvinis lusitanos. Até prova em contrário, estas imitações de baixa qualidade parecem condenadas ao fracasso. Isso não significa, porém, que o país esteja livre de populismos da mesma espécie. Os riscos, porém, vêm de outras paragens, a mais óbvia das quais já é antiga, mas perdura por boas e más razões - o populismo territorial.