José Carlos antevê dificuldades para o Benfica no Estoril

José Carlos, antigo internacional A e sub-21 por Portugal, ex-defesa-direito do Benfica, defende que só uma equipa da Luz ao melhor nível poderá sair do Estoril com um resultado positivo.

José Carlos Martins Ferreira, 47 anos, antigo defesa-direito de Benfica, Domingos Sávio, Portimonense, Estrela da Amadora, Vitória de Guimarães, Belenenses e Atlético vaticina, em entrevista ao DN, um empate "1-1" no Estoril - Benfica deste domingo, dia 6 de outubro de 2013. Segundo o próprio José Carlos, "só um Benfica ao melhor nível" poderá conseguir, no Estádio António Coimbra da Mota, na Amoreira, neste desafio da sétima jornada da Liga Portuguesa de Futebol, época 2013/2014, um resultado satisfatório.

O antigo internacional português (selecção A e sub-21), natural de Lisboa, onde nasceu no dia 2 de agosto de 1966 prevê, igualmente, as vitórias de FC Porto, Sporting e Sporting de Braga diante de Arouca, Vitória de Setúbal e Nacional da Madeira, respetivamente.

José Carlos Ferreira está ligado, no presente, e desde há já alguns anos, ao Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF), organismo que é presidido por Joaquim Evangelista.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

E uma moção de censura à oposição?

Nos últimos três anos, o governo gozou de um privilégio raro em democracia: a ausência quase total de oposição. Primeiro foi Pedro Passos Coelho, que demorou a habituar-se à ideia de que já não era primeiro-ministro e decidiu comportar-se como se fosse um líder no exílio. Foram dois anos em que o principal partido da oposição gritou, esperneou e defendeu o indefensável, mesmo quando já tinha ficado sem discurso. E foi nas urnas que o país mostrou ao PSD quão errada estava a sua estratégia. Só aí é que o partido decidiu mudar de líder e de rumo.