Belenenses regressa à primeira Liga três anos depois

Mitchell Van der Gaag: "Resolvemos este campeonato muito cedo, o que demonstra a qualidade desta equipa. Merecem esta festa. Esta equipa merece tudo, foi sensacional."

Equipa de Belém voltou a conhecer o sabor da derrota quase meio ano depois, mas assegurou o regresso à primeira Liga neste sábado, beneficiando dos empates de Oliveiense e Santa Clara. Os azuis do Restelo perderam no terreno do Penafiel, por 2-0, em jogo da 33.ª jornada da segunda Liga.

A nove jornadas do fim da segunda liga, o Belenenses soma 78 pontos, uma vantagem de 27 sobre Leixões e Santa Clara, sobre os quais tem vantagem no desempate.

O treinador Mitchell Van der Gaag é, naturalmente, um homem muito feliz. A subida é, na opinião do holandês, um prémio justíssimo, tendo em conta a época do emblema do Restelo.

"Foi uma época fantástica, infelizmente hoje não ganhámos mas já tínhamos ganho muitos jogos para chegar a esta posição. Este é um campeonato muito complicado, muito longo, por isso tudo isto é uma enorme alegria. Estamos muito contentes com a subida, que é uma prova da qualidade da equipa", defendeu, aos microfones da Sporttv.

E o que pode o Belenenses fazer, no próximo ano, na Liga? "Agora não é tempo para pensar nisso, é tempo é de festejar, que bem merecemos. É um prémio justo, sem dúvida, e premeia o nosso trabalho. A equipa foi sensacional", reiterou.

O Belenenses assegurou o regresso à primeira Liga neste sábado, apesar de ter perdido no terreno do Penafiel, por 2-0, em jogo da 33.ª jornada da segunda Liga.

Os golos de Rui Miguel (20') e Gabriel (79'), com a expulsão de Diawara (27') pelo meio, ditaram a derrota do Belenenses, que já não perdia há quase meio ano em jogos da segunda Liga, mas o empate (0-0) entre Oliveirense e Trofense e a derrota do Santa Clara, por 1-0, no terreno do Atlético ditaram a festa da subida em Belém.

A nove jornadas do final da segunda Liga, o Belenenses sofreu apenas três derrotas em 33 jogos e completa uma época de sonho, que teve no técnico Van der Gaag o líder de um renovado plantel, que regressa ao principal palco do futebol português três anos depois.

Na luta pelo segundo lugar e pela última vaga para a subida de divisão, o Arouca deu um passo decisivo rumo à promoção, ao bater o Freamunde por 3-2, depois de ter chegado ao intervalo a perder 0-2, golos de Babo e Bock. Dani, Zarabi e Kovacevic, na segunda parte, fizeram os golos do triunfo.

O Arouca tem 59 pontos, atrás do Belenenses (78) e à frente de Leixões (51), Desportivo das Aves (50), Santa Clara (50) e Oliveirense (50).

Ler mais

Exclusivos