Fernando Gomes: "Finais premeiam capacidade organizativa"

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), considerou esta quinta-feira que a realização em Lisboa das finais das ligas dos campeões masculina e feminina é sinal da boa capacidade organizativa portuguesa.

"É uma enorme honra que a UEFA tenha decidido a atribuição da realização das finais em Lisboa, sobretudo no ano em que comemoramos o nosso centenário", disse Fernando Gomes, na cerimónia de entrega dos dois troféus à cidade de Lisboa.

Segundo o líder federativo, a escolha de Portugal para a final da maior competição europeia de clubes "é demonstrativa do sentimento que a UEFA tem daquilo que Portugal é capaz de fazer".

Na cerimónia de entrega dos troféus a Lisboa, que sucede a Londres como palco das duas finais, o presidente da câmara lisboeta, António Costa, considerou que a capital merece receber as finais e destacou eventos passados, como o Europeu de futebol 2004.

"Lisboa merece viver este momento alto do futebol europeu e mundial, mas o futebol também merece palcos ímpares como aqueles que Lisboa proporciona", disse o presidente da autarquia.

António Costa garantiu que os dois troféus, a atribuir nas finais masculina e feminina, agendadas para 22 e 24 de maio, respetivamente, "vão ficar bem entregues à cidade de Lisboa".

A cerimónia, realizada na câmara municipal de Lisboa e antecedida de uma passagem dos troféus por alguns pontos emblemáticos da cidade, contou também com a presença do presidente da UEFA, Michel Platini, que deixou uma certeza: "não sei quem vai ganhar [os jogos das finais], mas Lisboa já ganhou".

Platini lembrou a boa organização do Euro2004, no qual a seleção portuguesa foi derrotada pela Grécia (1-0) na final, disputada no estádio da Luz, que acolherá a final masculina.

"O que retive do Euro 2004, além da vitória da Grécia, foi sobretudo a paixão e o amor que os portugueses têm pelo futebol", disse.

O antigo internacional português Luís Figo, campeão europeu em 2002 ao serviço do Real Madrid e escolhido para embaixador da competição, também destacou o bom desempenho português na organização de grandes eventos.

"Para Portugal e para Lisboa é uma demonstração de confiança por parte da UEFA e só temos de o demonstrar, como já anteriormente fizemos noutros eventos, que temos a capacidade para o fazer da melhor forma possível", disse o antigo capitão de seleção nacional.

A cerimónia contou com a presença do internacional suíço Xherdan Shaquiri, do Bayern de Munique, e Lina Magull, do Wolfsburgo, as duas equipas que venceram os troféus na época passada.

Curiosamente, as duas equipas alemãs estão na corrida para as finais de Lisboa, na qual procuram também marcar presença Real Madrid, Chelsea e Atlético de Madrid, em masculinos, e Birmingham, Potsdam e Tyreso, em femininos.

Lisboa vai acolher as finais da Liga dos Campeões feminina, a 22 de maio no estádio do Restelo, e masculina, dois dias depois no estádio da Luz.

Portugal recebe pela quinta vez uma final de competições europeias de clubes masculinos, depois da Taça dos Campeões Europeus, em 1967, da Taça UEFA, em 1983 e 2005, e da Taça das Taças, em 1992.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG