FC Porto vence clássico no Dragão e recupera liderança

Jackson Martínez e James Rodríguez fizeram os golos do triunfo do FC Porto, que foi superior ao Sporting mas só ficou tranquilo ao segundo penálti. Dragões não perdem casa para a Liga há quatro anos.

O FC Porto derrotou este domingo o Sporting, por 2-0, no Estádio do Dragão, no primeiro 'clássico' da época, e recuperou a liderança da Liga, graças à melhor diferença de golos em relação ao Benfica. A vitória dos dragões voltou a ser escrita em colombiano, com golos de Jackson Martínez e James Rodríguez, que permitem ao FC Porto cumprir quatro anos sem derrotas em jogos da Liga no Dragão, precisamente 60 jogos. O domínio portista foi incontestável, mas o desfecho do jogo só ficou sentenciado ao segundo (polémico) penálti.

Oceano Cruz, que só pôde cumprir dois treinos antes de ser "lançado às feras", não deixou de promover algumas alterações pós-Sá Pinto, como a braçadeira de capitão entregue a Elias, Rinaudo no banco e Gelson Fernandes e Diego Capel na bancada. Atitude foi algo que não faltou aos pupilos de Oceano, que tentaram sempre explorar os momentos em que o FC Porto, uma vez mais, "adormecia" no jogo - Vítor Pereira poderá chamar-lhe "gestão", mas evidencia falta de velocidade e capacidade de criar perigo. O Sporting, porém, lutou muito mas produziu pouco. Tanto que só aos 80 minutos os leões conseguiram rematar à baliza e só graças a uma bola parada.

Antes, o Sporting passou por momentos de grande aperto, fruto da entrada muito forte do FC Porto na partida, premiada com um golo de antologia de Jackson Matínez, aos 10 minutos: após um passe longo de Danilo (jogou com lateral, assistiu como um médio), o colombiano dominou a bola na grande área e, de primeira, de costas para a baliza, rematou de forma acrobática com o calcanhar para o fundo das redes. Depois da "bicicleta" ao Beira-Mar, Jackson Martínez mostrou que tem um reportório de grandes golos mais alargado, ele que já é o melhor marcador da Liga, com cinco golos - leva cinco jogos consecutivos a marcar, enquanto o registo máximo de Falcao foi de quatro partidas.

O FC Porto baixo o ritmo na primeira parte e "convidou" o Sporting a tomar iniciativa de jogo, mas os leões foram muito pouco objetivos e só ofereceram trabalho a Helton nos últimos dez minutos. Os dragões, ainda assim, voltaram a ter dificuldades em "matar" o jogo e só o fizeram ao segundo penálti, em decisões do árbitro Jorge Sousa (mostrou uma dúzia de cartões) muito contestadas pelo Sporting. Aos 54 minutos, o juiz viu uma mão de Cédric na bola na grande área, que não considerou ser casual. Lucho González, que nunca marcou ao Sporting, foi chamado à conversão, mas acertou em cheio no poste. A ansiedade aumentava no Dragão, mas a missão do FC Porto ficou facilita quando Marcos Rojo, entre os 70' e os 72', viu dois cartões amarelos e foi, naturalmente, expulso.

Alex Sandro, porém, lesionou-se quando Vítor Pereira já tinha feito as três alterações (Maicon também teve que ser substituído, por Mangala, aos 15 minutos) e deixou o jogo com dez contra dez. Só que Jorge Sousa, aos 82 minutos, considerou que na disputa de bola entre Boulahrouz e Jackson Martínez houve motivo para penálti, segundos depois de Mangala ter atirado à trave. Chamado a converter, James Rodríguez ainda viu Rui Patrício tocar na bola, mas o guarda-redes não conseguiu evitar o golo. O futuro treinador do Sporting, que terá Oceano como adjunto, iniciará a estadia em Alvalade a oito pontos dos líderes FC Porto e Benfica.

Filme do jogo:

90+3' Final do jogo! O FC Porto vence o Sporting por 2-0 e recupera a liderança da Liga, por ter melhor diferença de golos que o Benfica.

90+2' Remate forte de Fernando, ao lado do alvo.

90' Jorge Sousa dá três minutos de compensação.

89' Remate cruzado de Jeffrén, para defesa de Helton.

88' Os jogadores do Sporting não baixam os braços e tentam reduzir a diferença no marcador.

85' Substituição no Sporting. Saiu Elias e entrou Valentín Viola.

84' Cartão amarelo para Elias, por protestos.

83' GOLO DO FC PORTO! JAMES RODRÍGUEZ! Rui Patrício ainda adivinhou o lado, tocou na bola mas não evitou o golo. Parece estar tudo decidido no Dragão.

82' Penálti para o FC Porto! Jorge Sousa considerou que Jackson Martínez foi derrubado por Boulahrouz.

82' Bola na barra! Mangala cabeceia e acerta em cheio na trave, após cruzamento de Moutinho.

81' Remate de Jackson Martínez, ao lado do alvo.

81' Alex Sandro abandona o jogo. O lateral brasileiro está lesionado e o FC Porto já esgotou as três substituições. Dez contra dez no Dragão.

80' Helton evita o golo! Pranjic bateu o livre direto, mas guardião brasileiro evitou o golo com uma grande defesa, no primeiro remate enquadrado com a baliza por parte do Sporting.

78' Cartão amarelo para Alex Sandro, por derrubar Elias perto da grande área. Livre muito perigoso para o Sporting, que tem condições para chegar ao empate, uma vez que os dragões, uma vez mais, tardam em "matar" o jogo.

75' Pranjic, agora, joga como defesa central no Sporting. Oceano Cruz só poderá fazer mais uma alteração e não será uma surpresa se juntar Viola a Van Wolfswinkel, caso o resultado se mantenha.

75' Substituição no FC Porto. Saiu Lucho González e entrou Defour.

74' Substituição no Sporting. Saiu André Carrillo e entrou Jeffrén.

72' Cartão vermelho para Marcos Rojo! Pouco depois de ter visto primeiro cartão amarelo, o defesa argentino derrubou James Rodríguez e foi expulso. Os dois cartões parecem ser bem mostrados por Jorge Sousa, apesar do critério algo "curto" do árbitro.

71' Tentativa de cruzamento largo de Insúa, para as mãos de Helton. Estatisticamente, o Sporting não fez um único remate à baliza. Luta muito, mas produz pouco.

70' Cartão amarelo para Marcos Rojo, por derrubar Moutinho quando o médio iria para a grande área.

68' Remate rasteiro para Atsu, para defesa a dois tempos de Rui Patrício.

67' Cartão amarelo para Adrien,por falta sobre James Rodríguez.

67' O jogo ganhou velocidade nos últimos minutos e o FC Porto está a criar vários lances de perigo junto à grande área adversária.

65' Substituição no FC Porto. Saiu Silvestre Varela e entrou Atsu.

65' Cartão amarelo para Pranjic, por protestos.

64' Remate em jeito de Lucho González, à figura de Rui Patrício.

62' Remate forte de James Rodríguez, desenquadrado com o alvo. O colombiano tem aparecido mais na posição "10" nos últimos minutos, enquanto Moutinho forma um duplo pivô com Fernando.

62' Van Wolfswinkel falha o remate na grande área portista, depois de se ter antecipado a Mangala.

60' Não há-de faltar muito até Christian Atsu entrar no FC Porto. Silvestre Varela não está bem na partida e é preciso velocidade e capacidade de explosão no ataque portista.

60' Substituição no Sporting. Saiu Izmailov e entrou Adrien.

57' Oceano vai mexer na equipa, após ter festejado o falhanço de Lucho como se um golo do Sporting se tratasse.

56' Lucho falhou o penálti! O médio argentino acertou no poste direito da baliza de Rui Patrício. O Sporting vai acreditando que o empate é possível...

55' Penálti para o FC Porto! Enquanto se tentava levantar do chão, após desarmar Varela, Cédric tocou na bola com a mão e Jorge Sousa considerou haver motivo para grande penalidade.

54' Remate de André Carrillo, para a bancada.

52' Moutinho bateu o pontapé livre, mas a bola não passou da barreira.

50' Cartão amarelo para Izmailov, por derrubar Moutinho após uma rotação do médio do FC Porto. Livre que poderia levar muito perigo para a baliza do Sporting.

48' Valentín Viola, André Martins e Adrien estão a aquecer na equipa do Sporting.

46' Início da segunda parte! Bola para o FC Porto.

45+1' Intervalo no Dragão! O grande golo de Jackson Martínez, assistido por Danilo, fez a diferença na primeira parte e premiou a entrada muito forte do FC Porto nos primeiros 15 minutos, onde poderia até ter feito mais que um golo. Depois, os pupilos de Vítor Pereira deixaram de pressionar e "convidaram" o Sporting a jogar no meio-campo portista, mas os leões não conseguiram fazer qualquer remate à baliza. Tudo em aberto, ainda assim, para a segunda parte.

45' Jorge Sousa dá um minuto de compensação.

43' Fernando bloqueia o remate forte de Helton, que poderia ter levado muito perigo para a baliza do FC Porto. Possivelmente, o melhor dos dragões na primeira parte.

40' Cartão amarelo para Fernando, por uma falta anterior sobre Van Wolfswinkel. Com este critério de Jorge Sousa, será difícil que o jogo termine onze contra onze.

39' Cartão amarelo para Carrillo, por falta sobre James Rodríguez.

38' Grande corte de Danilo, que tirou a bola a Izmailov no preciso momento em que o russo se preparava para bater Helton.

37' É certo que o Sporting ainda não fez qualquer remate à baliza, mas o FC Porto não está a pressionar e "convida" os leões a tentarem jogar no seu meio-campo.

35' Cabeceamento de Otamendi, após livre de Moutinho, ao lado do alvo. Foi a segunda tentativa do central argentino.

34' Cartão amarelo para Schaars, por falta sobre João Moutinho. Jorge Sousa começou a mostrar cartões muito cedo e terá, agora, de seguir o seu critério "curto".

32' Ninguém tentou rematar nos últimos 15 minutos. O jogo atravessa uma fase de muita disputa de bola no meio-campo. O FC Porto não pressiona muito e fica à espera de uma perda de bola para lançar os contra-ataques.

30' Cabeceamento de Otamendi, ao lado do alvo. Tinha espaço para fazer melhor.

28' O Sporting, depois da entrada forte do FC Porto, conseguiu reequilibrar o jogo, fruto do bom trabalho a meio-campo de Schaars, Elias e Izmailov.

26' Cartão amarelo para James Rodríguez, por falta sobre Schaars. Jorge Sousa não parece estar disposto a oferecer um critério largo aos jogadores.

24' Cartão amarelo para Lucho González, por tocar na bola com o braço.

22' O FC Porto soma 60% de posse de bola, apesar de o Sporting estar a conseguir pressionar mais nos últimos minutos. Os leões, porém, ainda não construíram nennhuma jogada de perigo para Helton.

18' Jackson Martínez, após cruzamento de Varela, não conseguiu rececionar a bola por muito pouco na grande área.

17' Remate forte de Carrillo, que sofreu um desvio em Fernando e saiu para canto.

17' Substituição no FC Porto. Saiu Maicon e entrou Mangala.

15' Maicon vai mesmo ter que ser substituído. Um grande revés na estratégia portista. Mangala vai entrar a "frio".

14' Maicon cai no relvado e parece estar com muitos problemas físicos. Mangala já aquece.

12' Rui Patrício evita novo golo do FC Porto, após remate forte de Lucho González.

10' GOLO DO FC PORTO! JACKSON MARTÍNEZ! Mas que golo do colombiano! Estes valem o preço de qualquer bilhete: passe longo de Danilo para Jackson Martínez, que dominou com o joelho e depois, de costas para a balizar, rematou com o calcanhar e bateu Rui Patrício, sem deixar a bola cair no chão. 1-0 para o FC Porto.

9' Remate rasteiro de James Rodriguez, ao lado do alvo. Pranjic é o responsável por controlar os movimentos interiores do colombiano.

7' Rui Patrício evita o golo! Jackson Martínez aproveitou um ressalto para ficar isolado, sob a pressão de Marcos Rojo, mas demorou algum tempo a enquadrar-se com a baliza e rematou rasteiro para bola defesa de Rui Patrício.

4' Boa pressão por parte do Sporting nos minutos iniciais do jogo, com uma clara preocupação de Oceano em preencher as alas para evitar que Danilo e Alex Sandro subam para criar desequilíbrios.

2' Remate de João Moutinho, ao lado da baliza.

2' O Sporting de Oceano joga com um duplo pivô no meio-campo (Elias e Schaars), Izmailov atua na posição "10" e Carrillo e Pranjic ocupam as alas.

1' Jorge Sousa apita para o início do jogo! Bola para o Sporting.

Equipas titulares:

FC PORTO: Helton; Danilo, Maicon, Otamendi, Alex Sandro; Fernando, João Moutinho, Lucho González; James Rodríguez, Silvestre Varela e Jackson Martínez. Suplentes: Fabiano, Mangala, Castro, Steven Defour, Kelvin, Christian Atsu e Kléber.

SPORTING: Rui Patrício; Cédric, Boulahrouz, Marcos Rojo, Insúa; Schaars, Elias; Izmailov; André Carrilo, Pranjic; Van Wofswinkel. Suplentes: Boeck, Xandão, Rinaudo, Adrien Silva, André Martins, Jeffrén, Viola.

A mítica frase de Mário Jardel, ex-goleador de FC Porto e Sporting, servirá sempre para lançar um duelo entre estas duas equipas: "Clássico é clássico e vice-versa." Os desfechos são imprevisíveis, os jogos são decididos nos detalhes e ninguém reclama para si próprio o estatuto de favorito. O FC Porto, bicampeão nacional, não fugiu à "regra" e Vítor Pereira não admitiu o favoritismo, apesar de o Sporting estar a atravessar um cenário de crise em Alvalade e de o Dragão não conhecer o sabor da derrota em jogos da Liga há quase quatro anos - falta apenas superar o Sporting para cumprir 60 jogos invictos.

Oceano Cruz carrega, temporariamente, as esperanças sportinguistas em conseguir um resultado que permita aos leões darem um pontapé na crise e reentrarem com uma presença forte na luta pelo título - até porque, como fez questão de frisar Jorge Jesus nesta sexta jornada, cinco pontos "não são nada" nesta altura do campeonato. E é essa a distância que separa os dois rivais, já com o Benfica tranquilo no "sofá" e com três pontos de vantagem na liderança - que só perderá caso o FC Porto vença por dois ou mais golos.

O sucessor temporário de Sá Pinto, Oceano Cruz - que corre o "risco" de cair nas boas graças leoninas caso faça um brilharete no Dragão -, viveu uma situação similar na época 1997/98, na altura ainda como médio do Sporting. Depois de Octávio Machado ter sido demitido, Francisco Vital assumiu o cargo de treinador interino e conseguiu um empate a um golo no Dragão. O autor do golo leonino foi, precisamente, Oceano, enquanto Jardel faturou para o FC Porto. Curiosamente, nessa temporada foram quatro os treinadores (Octávio Machado, Francisco Vital, Carlos Manuel e Vicente Cantarore) que passaram pelo banco principal dos leões.

Vítor Pereira, treinador que não conheceu a derrota em nenhum "clássico" na época passada, ainda não é um nome consensual entre os adeptos portistas, mas o seu estatuto tem crescido à medida que as vitórias vão surgindo, ainda que o empate em Vila do Conde, na ronda anterior, tenha voltado a levantar dúvidas, que foram dissipadas na Liga dos Campeões. Desta vez, a aposta do técnico do FC Porto passará, pela primeira vez, por repetir o "onze" apresentando diante do PSG, enquanto o plano estratégico e tático de Oceano Cruz, apenas com dois treinos cumpridos, é uma incógnita.

Jorge Sousa, que já não apitava nenhum jogo do FC Porto desde novembro de 2010 (precisamente num Sporting-FC Porto, que terminou empatado), é o árbitro escolhido para dirigir o clássico no Dragão, que deverá contar com cerca de 40 mil adeptos nas bancadas. O pontapé de saída está marcado para as 20.45, para seguir ao minuto no DN.pt.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG