Evangelista propõe "governo transitório" na FPF com todas as forças

O presidente do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) disse hoje que vai propor na reunião de terça-feira a criação de um "governo transitório" na Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

"Achava boa ideia haver um 'governo de transição' que representasse todas as sensibilidades. O doutor [Gilberto] Madaíl poderia continuar [como presidente da FPF], mas sempre com os demais representantes", referiu Evangelista, em declarações à agência Lusa.

O dirigente sindical considera que assim se "reforçavam as medidas que fossem tomadas neste período de transição no futebol português", porque "as decisões importantes que têm de ser tomadas não têm o mesmo poder quando tomadas por uma direção cessante, como é o caso". "As decisões têm de ser reforçadas e legitimadas. Nós vamos propor isso", afiançou, garantindo que "há sócios da FPF que veem esta solução com bons olhos".

A Direção da FPF convocou uma reunião para terça-feira com a Comissão Delegada das associações regionais e distritais e os restantes sócios ordinários para, "em conjunto, poder ser estabelecido um consenso sobre os pontos em análise dos Estatutos e também o Regulamento Eleitoral".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG