Cardozo 'matou' o leão e pôs o Benfica na liderança

O Sporting chegou ao intervalo a vencer, golo de Van Wolfswinkel, mas o Benfica deu a volta ao jogo numa segunda parte em que os leões não "existiram", com Cardozo nos três golos encarnados.

O Benfica saiu de Alvalade na liderança da Liga, depois de ter derrotado o Sporting, por 1-3, esta segunda-feira, em jogo da 11.ª jornada. Os leões até chegaram ao intervalo a vencer, com um golo de Van Wolfswinkel a premiar uma boa exibição, mas na segunda parte o Benfica superiorizou-se em todos os capítulos ao Sporting, com Cardozo a "bisar" e a provocar um autogolo de Marcos Rojo. Foi no minuto 80 que tudo ficou sentenciado: penálti para o Benfica, expulsão para Boulahrouz e reviravolta encarnada.

Jorge Jesus entra para a história dos clássicos, ao tornar-se no treinador português que mais vezes venceu o Sporting pelo Benfica. São sete as vitórias do técnico de 58 anos de águia ao peito, em dez jogos, esta última fruto de uma grande segunda parte. Nos primeiros 45 minutos, foi o Sporting a mandar na partida; mas o jogo só "durou" mesmo 45 minutos para os leões, que não deram continuidade ao bom trabalho no primeiro tempo, que teve no bom golo de Van Wolfswinkel, um pouco a meias com Garay (30'), o ponto alto.

Em Alvalade, porém, os adeptos puderam testemunhar que tudo de mal acontece ao Sporting. A equipa, é certo, deixou de pressionar e atacar o adversário, denotando-se uma clara falta de "pernas", depois de toda a polémica em torno do adiamento do dérbi. Mas os leões até tiveram uma oportunidade flagrante de "matar" o jogo, ao minuto 54: Elias ficou completamente isolado, mas perdeu o duelo para Artur Moraes. Curiosamente, na época passada, o brasileiro também desperdiçou uma grande oportunidade, na cara de Artur, quando o Sporting estava a vencer, 1-0, com um golo de Van Wolfswikel. Desta vez, porém, o desfecho da partida foi totalmente diferente.

Não marcou o Sporting, marcou o Benfica com a "ajuda" de uma desastrosa defesa leonina, onde Rui Patrício parece estar cada vez mais só nos patamares de qualidade. Ao minuto 58, após cruzamento de Ola John, Marcos Rojo desviou a bola para a própria baliza, depois de um primeiro toque e pressão de Óscar Cardozo. A partir daqui, só deu Benfica perante um adversário que estava de rastos e onde Vercauteren tardou em mexer. O Sporting só voltou a atacar uma vez a baliza de Artur Moraes... e a bola foi ao poste, por Insúa, aos 75 minutos.

Depois de Rui Patrício já ter adiado o que parecia inevitável, o Benfia acabou por dar a volta ao jogo, ao minuto 80: Boulahrouz fez de guarda-redes, ao tirar um golo a Salvio com a mão, e acabou expulso. Na conversão do castigo máximo, Óscar Cardozo fez o quinto golo de penálti esta época. O minuto 86 trouxe, simplesmente, a "machadada" final no marcador, com um cabeceamento fulminante de Cardozo, sob o olhar de uma defesa leonina que só parecia esperar pelo final do jogo. Foi o nono golo de Cardozo diante dos leões, o segundo melhor marcador em dérbis desde a segunda metade dos anos 80, apenas superado por Liedson (11). O Sporting tem dois pontos acima da linha de água e volta a estar a nove do terceiro lugar. Além disso, os leões não conseguem vencer dois jogos seguidos desde abril e não justificaram mais que a pior assistência (35 144 adeptos) de sempre em jogos com o Benfica em Alvalade.

Filme do jogo:

90+2' Final do jogo! O Benfica vence em Alvalade por 1-3, com dois golos de Óscar Cardozo e um autogolo de Marcos Rojo, depois de Van Wolfswinkel ter dado vantagem aos leões. O Benfica passa para a liderança da Liga, com mais um golo marcado que o FC Porto. O Sporting fica a nove pontos do terceiro lugar.

90+1' Substituição no Benfica. Saiu Óscar Cardozo e entrou Rodrigo.

90' Três minutos de compensação.

89' E agora são os adeptos do Benfica a gritar "olé" nas bancadas.

88' Cartão amarelo para Marcos Rojo, que também fica suspenso para o Nacional-Sporting.

87' Substituição no Benfica. Saiu Salvio e entrou André Almeida.

87' Substituição no Sporting. Saiu Diego Capel e entrou Izmailov.

86' GOLO DO BENFICA! ÓSCAR CARDOZO FAZ O 1-3! Cabeceamento fulminante do paraguaio, na sequência de um livre batido por Salvio. Um jogo absolutamente desastroso para Marcos Rojo, que ficou parado a ver o paraguaio cabecear.

84' Cartão amarelo para Rinaudo, por derrubar Gaitán.

83' Substituição no Sporting. Saiu Elias e entrou Xandão.

82' Substituição no Benfica. Saiu Ola John e entrou Gaitán.

82' O Sporting desapareceu por completo na segunda parte e o castigo foi servido.

81' GOLO DO BENFICA! ÓSCAR CARDOZO FAZ O 1-2! Com toda a calma, o paraguaio enganou Rui Patrício.

80' É penálti e Boulahrouz é expulso! O central holandês evitou que Salvio fizesse golo, ao defender a bola com a mão sobre a linha de golo. Nada a dizer sobre o lance.

79' Rui Patrício nega o golo a Salvio, após um desvio do argentino na grande área.

77' Eric Dier sai para receber assistência, após o árbitro ter sido avisado por... um elemento do Benfica.

76' Eric Dier está a sangrar e os regulamentos ditam que nenhum jogador pode estar em campo nestas condições. Ainda assim, o inglês continua em campo.

75' Insúa atira ao poste! O lateral esquerdo ganhou espaço para o remate fora da grande área, mas acertou em cheio no ferro!

72' Entrada feia de Eric Dier sobre Ola John, mas mais uma vez o cartão ficou no bolso de Marco Ferreira.

70' Rui Patrício nega o golo a Ola John, após uma desatenção total da defesa do Sporting.

70' Substituição no Sporting. Saiu Carrillo e entrou Viola.

69' Cartão amarelo para Carrillo, por falta sobre Melgarejo, o quinto para o peruano esta época, que fica, assim, suspenso para o Nacional-Sporting.

67' Valentín Viola aquece durante dois minutos e prepara-se para entrar na equipa do Sporting. Os extremos, Carrillo e Diego Capel, parecem esgotados.

66' Garay atira ao poste! Cabeceamento do central argentino ao segundo poste, a acertar em cheio no ferro, novamente após cruzamento de Ola John, endiabrado na segunda parte.

65' Lance muito perigoso do ataque do Benfica, com o remate de Jardel a sofrer um desvio num defesa do Sporting, quando iria para a baliza.

63' Os leões estão "perdidos" em campo e só dá Benfica.

61' O Sporting perdeu o controlo da partida e agora é o Benfica quem procura chegar à vantagem.

58' GOLO DO BENFICA! MARCOS ROJO FAZ O 1-1! Autogolo do defesa argentino, que acabou por desviar a bola para a própria baliza na disputa de um lance com Óscar Cardozo. Isto depois de o Sporting ter desperdiçado uma ocasião de golo flagrante.

54' Que perdida de Elias! É Artur Moraes quem evita o golo do Sporting, ao negar o golo ao brasileiro, que estava completamente isolado! Um filme já visto no clássico do ano passado.

52' Remate forte de Lima, novamente a passar perto do alvo. Só o brasileiro tem criado perigo nesta equipa do Benfica.

48' Jorge Jesus manda Nico Gaitán, Rodrigo e Nolito para exercícios de aquecimento.

47' Apenas 35 144 espectadores em Alvalade.

46' Início da segunda parte! Bola para o Sporting.

Estatísticas da primeira parte:

Oportunidades de golo: Sporting, 2; Benfica, 2.

Posse de bola: Sporting, 43%; Benfica, 57%.

Remates (à baliza): Sporting, 5 (2); Benfica, 4 (1) .

Cantos: Sporting, 3; Benfica, 0.

Faltas: Sporting, 7; Benfica, 6.

Cartões amarelos: Sporting, 0; Benfica, 2.

45+1' Intervalo em Alvalade!

45+1' Pontapé livre de Insúa, muito ao lado do alvo.

45' Cartão amarelo para Matic, por travar André Carrillo.

44' Jardel evita que Pranjic fique isolado na grande área, depois de mais uma boa ação ofensiva de Van Wolfswinkel.

43' Cardozo perto do golo! Bom cruzamento de Salvio, o paraguaio aproveitou a desatenção de Boulahrouz e cabeceou perto do alvo.

41' Pontapé livre de Cardozo, por cima do alvo.

40 Elias derruba Lima à entrada da grande área, em mais um lance onde Marco Ferreira deixou o cartão amarelo no bolso. Está visto, porém, que o madeirense prefere "segurar" o jogo com um critério largo e, até aqui, unânime.

38' Ola John mete a bola em órbita na grande área, mas Rui Patrício ganhou nas alturas às "torres" do Benfica.

37' Rui Patrício decisivo! Grande defesa a remate de Óscar Cardozo, mas ainda melhor a reação à recarga de Maxi Pereira. Boa resposta do Benfica nos últimos minutos.

34' Remate perigosíssimo de Lima, a passar perto da baliza de Rui Patrício. É a resposta encarnada.

33' Há muito que não se via tamanho entusiasmo entre os adeptos do Sporting, mas a verdade é que há muito que não se via tamanho empenho dos jogadores, até aqui superiores ao Benfica.

31' Há dúvidas sobre se terá sido Van Wolfswinkel ou Garay a desviar a bola para a baliza, mas para já a festa é leonina.

30' GOLO DO SPORTING! VAN WOLFSWINKEL FAZ O 1-0! Excelente lance de Van Wolfswinkel, que aguentou a bola e a pressão durante vários segundos até servir Capel, que cruzou para a grande área e viu o holandês, a meias com Garay, atirar para o primeiro golo do jogo.

27' Os 15 pontos que separam as duas equipas no campeonato ficaram mesmo à porta do estádio: clássico equilibradíssimo e de desfecho imprevisível, com o Sporting ligeiramente melhor.

24' Posse de bola: 50% para cada lado. É o Sporting, porém, quem está a conseguir atacar com maior perigo, embora sem ocasiões flagrantes de golo.

23' Xandão está há vários minutos a fazer exercícios de aquecimento, mas Boulahrouz e Marcos Rojo parecem estar bem fisicamente.

21' Tentativa de cabeceamento de Eric Dier, na sequência de um pontapé livre, mas a bola não foi para a baliza.

20' Cartão amarelo para Maxi Pereira, que puxou Van Wolfswinkel.

20' Melhor o Sporting nas saídas para o ataque, uma vez que os leões imprimem maior velocidade e têm, por isso, mais espaço para explorar. O Benfica aposta mais no futebol de apoio e em transições em posse, por isso tem menos espaço para o fazer e permite que a equipa do Sporting se reorganize quando necessário.

17' Benfica mais faltoso na partida, mas para já Marco Ferreira prefere não mostrar cartões, apesar de já ter tido a oportunidade de o fazer.

15' Tentativa de remate de Rinaudo, mas a bola sofreu um desvio em Garay e saiu para canto. Bom momento do Sporting na partida.

14' Saída em falso de Artur e falta de entendimento de Garay, que por pouco não foi aproveitado por Boulahrouz.

13' Excelente ação defensiva de Boulahrouz, que conseguiu antecipar-se a Cardozo num lance onde o paraguaio poderia ter rematado à baliza do Sporting.

12' A equipa de Franky Vercauteren aposta na pressão à saída do meio-campo e em lançamentos longos para o ataque, à procura da velocidade dos extremos (Carrillo e Capel) ou de espaços criados por Van Wolfswinkel, como foi o caso do lance que deu origem ao livre direto de há pouco.

10' Artur nega o golo a Insúa, após um pontapé livre muito forte do argentino.

9' Garay derruba Van Wolfswinkel quando o holandês iria para a grande área. Lance passível de admoestação, mas Marco Ferreira nada mostrou.

8' Lima tentava o primeiro remate do jogo, mas Rinaudo bloqueou o remate do brasileiro.

6' Muita disputa de bola no meio-campo, ainda com pouco espaço para as individualidades sobressaírem e para o coletivo construir jogo.

4' Neste caso, não é no meio que está a virtude: Sporting e Benfica tentam canalizar o seu futebol ofensivo pelos flancos, algo ilustrado pela presença de quatro extremos puros em campo. Matic e Rinaudo são os "pêndulos" do meio-campo e têm em André Gomes e Elias os "ajudantes".

2' Cerca de 40 mil espectadores nas bancadas, com a claque do Sporting Juve Leo a fazer uma pequena "trégua" com os jogadores e a presentear os leões com uma empolgante coreografia.

1' Para já, este clássico entra para a história por ser o Sporting-Benfica com menos portugueses de início: apenas Rui Patrício do lado do Sporting e André Gomes do lado do Benfica.

1' Marco Ferreira apita para o início do jogo! Bola para o Benfica.

SPORTING: Rui Patrício; Eric Dier, Boulahrouz, Marcos Rojo, Emiliano Insúa; Rinaudo, Elias; Diego Capel, Pranjic, Carrillo; Van Wolfswinkel.

BENFICA: Artur Moraes; Maxi Pereira, Jardel, Garay, Melgarejo; Matic; Salvio, André Gomes, Ola John; Lima e Óscar Cardozo.

Sporting e Benfica disputam esta segunda-feira o 287.º jogo entre ambos, no clássico onde estão separados pela maior distância de sempre: 15 pontos. É inédito, além disso, ver um clássico à 11.ª jornada com o Sporting na 11.ª posição, nove vezes mais próximo dos lugares de despromoção do que da liderança, ocupada à condição pelo FC Porto. O título é uma miragem em Alvalade, mas os leões tentam, para já, encurtar a distância para os lugares cimeiros, enquanto as águias não querem deixar fugir o FC Porto.

Os encarnados estão invictos no campeonato e detêm o segundo melhor ataque (25 golos) e a melhor defesa (6), enquanto o Sporting ataca o dérbi com o pior ataque da Liga (9 golos em 11 jogos, a pior marca de sempre). A estatística, porém, fica à porta de Alvalade, onde o Sporting tentará ganhar, finalmente, pela primeira vez em oito meses, dois jogos seguidos. O Benfica, pelo seu lado, em Jorge Jesus uma motivação acrescida, uma vez que o técnico de 58 anos poderá tornar-se no português com mais vitórias (sete) enquanto treinador em 'clássicos' com os leões.

Franky Vercauteren, por sua vez, estreia-se no dérbi lisboeta "com respeito mas sem medo", a não ser que o Benfica "jogue com um gorila" em Alvalade. O treinador belga descartou que o empate fosse um bom resultado, apesar de os encarnados terem vencido sete dos últimos dez clássicos, com apenas dois triunfos leoninos - o último aconteceu na época passada, em Alvalade, por 1-0, golo de Van Wolfswinkel. O árbitro da partida é o madeirense Marco Ferreira, em estreia neste tipo de jogos, ele que prometeu "seriedade e disponibilidade", esperando fazer "um bom trabalho" a partir das 20.15.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG