Benfica pagou ao FC Porto por Fehér 12 anos depois

Imbróglio que durava desde 2002 foi resolvido com o pagamento de 913,655 mil euros por parte do Benfica ao FC Porto, a propósito da transferência do malogrado húngaro para a Luz.

O relatório e contas da SAD do FC Porto relativo ao primeiro semestre da época 2013/14, analisado pelo DN, traz uma revelação que põe fim a um imbróglio que durava desde 2002: o fim do "caso Fehér", com o Benfica a pagar mais de 900 mil euros ao FC Porto.

Os dragões esclarecem que a SAD portista recebeu, "em fevereiro de 2014, o valor de 913,655 euros relativo a um processo judicial intentado" pelo Benfica, que acabou por liquidar a verba.

Em causa estava a transferência de Fehér para a Luz em 2002. O malogrado ponta-de-lança húngaro, que faleceu durante o Vit. Guimarães-Benfica disputado a 25 de janeiro de 2004, recorde-se, chegou às Antas em 1998, mas nunca se afirmou ao serviço do FC Porto, tendo feito a sua melhor época num empréstimo ao Sporting de Braga, com 14 golos na I Liga (2000/01).

Fehér regressou ao FC Porto, mas a um ano do final do contrato foi relegado para a equipa B. Na sequência de um desentendimento entre os dragões e o empresário José Veiga, o húngaro acabou por rumar ao Benfica, na altura a "custo zero".

Este longo imbróglio envolveu, também, os direitos de formação do atleta, com o Tribunal Constitucional a ordenar, em março de 2007, o pagamento de 600 mil euros por parte do Benfica ao FC Porto, valor já fixado pela Comissão Arbitral Paritária da Liga e um décimo do que o clube portista pretendia. O Tribunal Constitucional negou, posteriormente, o provimento ao recurso do clube da Luz.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG