Associação de Futebol de Braga abandona AG da FPF

O presidente da Associação de Futebol (AF) de Braga, Carlos Coutada, abandonou hoje, sábado, a Assembleia-Geral (AG) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) para "reduzir o quórum" e permitir a adequação dos estatutos ao Regime Jurídico das Federações Desportivas (RJFD).

"A nossa ausência servirá para não atraiçoar a nossa coerência", justificou Carlos Coutada.

A AF de Braga, que detém 25 votos (cinco por cento), já tinha anunciado que "no limite" não iria colocar obstáculos à aprovação do documento.

"Espero que esta atitude de Braga permita a aprovação dos documentos", sublinhou Carlos Coutada, antes de abandonar a reunião magna, na sede da FPF, em Lisboa.

Esta AG extraordinária tem como pontos da ordem de trabalhos a votação dos estatutos do organismo, que já foi chumbada em três reuniões magnas, e do regulamento eleitoral.

Para que os novos estatutos sejam aprovados nesta AG, é preciso que haja 75 por cento dos votos, mais um, agora num universo de 475 votos, sendo que se houver 119 contra (25 por cento mais um) a proposta não passará.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG