Xabi Alonso e Arbeloa questionam empenho dos jogadores

Defesa junta-se ao colega de equipa no Real Madrid, vincando o "respeito" por aqueles que "preferem causar incómodo dizendo a verdade do que ser admirados contando mentiras". Médio considera que faltou "vontade" aos selecionados de Vicente del Bosque.

Está instalado o mal-estar no balneário da seleção espanhola, depois de Xabi Alonso ter posto em causa a entrega da equipa no Mundial 2014. O jornal Marca dá esta sexta-feira conta de que as declarações do médio do Real Madrid, após a derrota (2-0) diante do Chile caíram que nem uma bomba na comitiva espanhola, até porque, refere o periódico, não vão ao encontro do pensamento generalizado dos atletas.

"Foi um desaire inesperado, mas o desporto é assim. É preciso saber aceitar. Tivemos grandes alegrias e agora grandes tristezas. Não soubemos manter a convicção, sem dúvida devido às numerosas vitórias. Não conseguimos manter o nível. Cometemos demasiados erros, não soubemos manter a solidez que nos fez ganhar muitos jogos. Não soubemos manter a convicção e a vontade. Mentalmente, não estávamos prontos e, fisicamente, estávamos um pouco à justa. Tudo isto fez com que não estivéssemos nas melhores condições e, futebolisticamente, não estivemos à altura", atirou o jogador na quinta-feira. E as palavras foram mal recebidas, uma vez que vários dos seus colegas de equipa sentir-se-iam, de acordo com a Marca, visados pela crítica à entrega do conjunto do país vizinho.

Porém esta sexta-feira o colega de Xabi Alonso, Álvaro Arbeloa, que ficou de fora das opções de Vicente del Bosque, juntou-se ao companheiro blanco: "O meu respeito e admiração para todos aqueles que preferem causar incómodo dizendo a verdade do que ser admirados contando mentiras."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG