Treinador do Manchester City contesta punição da UEFA

O treinador do Manchester City, Manuel Pellegrini, considerou hoje não ser merecedor da pena de três jogos de suspensão aplicada pela UEFA, por ter criticado o árbitro do jogo contra o FC Barcelona, da Liga dos Campeões de futebol.

"Penso que não deveria ter sido suspenso dois ou três jogos", disse o técnico chileno, que não orientará a equipa no jogo da segunda mão dos oitavos de final da competição, a 12 de março, na Catalunha.

Manuel Pellegrini afirma ter assumido, "dois ou três dias depois do jogo", que utilizou termos pouco corretos, mas mantém a opinião de que "foi um dia mau" para o árbitro sueco Jonas Eriksson, "decisivo no desfecho da partida" (derrota por 2-0, em casa).

"Não vou mais longe. Está decidido punir-me, pelo que verei mais tarde o que fazer no futuro", disse Pellegrini, que a instância disciplinar da UEFA considera ter "violado as regras gerais de conduta".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG