Rummenigge nega conflito entre médico e Guardiola

Karl-Heinz Rummenigge, diretor executivo do Bayern, negou existir qualquer conflito entre departamento médico e equipa técnica devido à nova lesão de Thiago Alcántara, que será operado em Barcelona.

À saída para Roma, onde o Bayern de Munique defrontará a AS Roma na terça-feira, para a Liga dos Campeões, Rummenigge aproveitou para esclarecer as noticiadas divergências entre médicos e treinador do Bayern Munique, Pep Guardiola, sobre a nova lesão de Thiago Alcántara.

Segundo o responsável, foram transmitidas aos adeptos muitas "falsidades", assegurando que a situação do internacional espanhol se tratou de uma "sucessão de azares" e que não existem "quaisquer conflitos".

A 14 de outubro, Thiago Alcántara lesionou-se durante um treino da equipa bávara, precisamente no mesmo joelho ao qual tinha sido operado em maio.

Três dias depois, Guardiola admitiu que terá cometido um "grande erro" no processo de recuperação do futebolista, ao autorizar um tratamento com cortisona, contra a opinião do departamento médico do campeão alemão.

Contrariando as últimas notícias, Rummenigge negou ter existido novo desentendimento pela escolha de Barcelona para nova operação ao jogador.

"Nunca admitimos operar o jogador nos Estados Unidos (como sucedeu com Javi Martinez). Quando voltou a lesionar-se, ficou claro que a intervenção seria em Espanha", garantiu o dirigente, acrescentando que Thiago Alcántara estará acompanhado por um médico do clube.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG