Paulo Sousa quer Basileia corajoso frente ao FC Porto

O treinador português do Basileia fala do confronto com o FC Porto nos quartos-de-final da Liga dos Campeões.

O treinador do Basileia, o português Paulo Sousa, considera hoje o FC Porto, adversário dos suíços nos oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, um adversário forte, versátil, recheado de talento e possuidor de mentalidade ganhadora.

"Temos de ser competitivos e encarar esta fase da competição com a mesma coragem e ambição demonstrada na de grupos", afirmou Paulo Sousa, em entrevista à agência Lusa.

O Basileia recebe o FC Porto a 18 de fevereiro, no St.Jakob Park, e desloca-se ao Estádio do Dragão a 10 de março.

O Basileia protagonizou uma das surpresas da presente edição da Liga dos Campeões ao terminar na segunda posição do Grupo B, atrás dos espanhóis do Real Madrid, e relegando os ingleses do Liverpool, com um decisivo empate a 1-1 em Anfield Road, para a Liga Europa.

"O FC Porto é um clube forte, com liderança, mentalidade ganhadora, uma versatilidade fantástica e, acima de tudo, uma equipa talentosa, pelo que só evidenciando a nossa personalidade e determinação é que conseguiremos alcançar um resultado positivo", frisou.

Após cerca de cinco semanas de pausa no campeonato suíço, Paulo Sousa garante que o Basileia está já a trabalhar arduamente para recuperar, o mais rápido possível, o nível apresentado na última jornada da Liga dos Campeões frente ao Liverpool, em Inglaterra.

"Mais do que pensar no FC Porto, e por muito respeito que tenha pelo nosso adversário, temos de pensar em nós e em trabalhar os nossos princípios e, especialmente, no acelerar da velocidade da interação de ler o jogo e tomar decisões", sustentou Paulo Sousa.

A pausa de inverno, ainda de acordo com o treinador, é prejudicial, tendo em conta o calendário competitivo da Liga dos Campeões, uma vez que o Basileia terá apenas dois jogos oficiais antes de defrontar o FC Porto, para a primeira mão dos oitavos de final.

"Mas é esta a nossa realidade e com a qual temos de viver", disse Paulo Sousa, que considerou justa a liderança do campeão Benfica na I Liga.

Para o treinador, o Benfica, que lidera a I Liga com seis pontos de vantagem sobre o FC Porto (2.º), "está a tirar partido da vantagem de ter o mesmo treinador, bem como tem demonstrado ser a equipa mais consistente, em termos de resultados, como o demonstrou com a vitória no Dragão".

"O FC Porto está a atravessar uma fase de transição, com a integração de um novo treinador e jogadores. Penso que, por esta perspetiva, a classificação reflete-se de forma positiva a favor do Benfica", explicou o treinador português.

Paulo Sousa comentou ainda a recente atribuição da Bola de Ouro a Cristiano Ronaldo, à frente de Lionel Messi e Manuel Neuer, considerando que, "sem qualquer sombra de dúvidas", o jogador português do Real Madrid foi o melhor de 2014.

"Como português, só posso ficar orgulhoso. Ele é um modelo no que toca à sua capacidade e ambição de procurar sempre melhorar. É o que ele faz todos os dias, dá tudo por tudo para atingir o nível de excelência", sustentou Paulo Sousa.

Exclusivos