Mourinho não está muito interessado em portugueses

Treinador não equaciona contratar jogadores de equipas portuguesas. Confirmou saída de Paulo Ferreira, deixando em aberto a saída de Hilário.

O treinador do Chelsea, o português José Mourinho, manifestou esta segunda-feira pouco interesse em manter jogadores portugueses no plantel ou contratar a equipas portuguesas.

"Não me parece", respondeu, durante a conferência de imprensa de apresentação como técnico do Chelsea, em Londres, sobre o eventual interesse em futebolistas a jogar atualmente em Portugal.

"O facto de não ter nenhum português na minha equipa é algo em que não tinha pensado, nem é um problema para mim, nem terá nenhuma razão especial por detrás se isso vier a acontecer", sublinhou.

Por outro lado, confirmou a saída de Paulo Ferreira, jogador que acompanhou Mourinho há nove anos, quando trocou o FC Porto pelos blues, e não deu esperanças à permanência do guarda-redes Hilário.

Tanto no Chelsea como no Inter de Milão ou no Real Madrid, José Mourinho contratou sempre jogadores portugueses ou a atuar em equipas portuguesas, como Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Cristiano Ronaldo, Fábio Coentrão, Pepe, Di María ou Ricardo Quaresma.

"Acho que é do conhecimento público que, terminado o seu contrato e tendo uma carreira lindíssima aqui no Chelsea desde 2004 até agora, achamos todos que chegou o momento de deixar de estar contratualmente ligado a nós e pensar noutra carreira", declarou Mourinho, referindo-se a Paulo Ferreira.

A propósito do guarda-redes Hilário, a decisão não foi tomada, acrescentando: "Vamos ver o que sucede."

Sobre o regresso após vários anos no Inter de Milão e, mais tarde, no Real Madrid, Mourinho considerou que a carreira "precisava deste tipo de desafio, mais difícil".

"Posso estar de acordo que não é fácil regressar a uma casa onde já foste feliz e que o ditado pode ter, como sempre tem, um fundo de verdade", admitiu, em resposta a uma pergunta de um jornalista português.

Porém, replicou com o caso feliz do alemão Jupp Heynckes no Bayern de Munique: "Simultaneamente, penso no que aconteceu com o mais recente campeão europeu, que regressou ao mesmo clube e que só à terceira é que foi verdadeiramente feliz".

Após um interregno de seis anos, durante os quais passou por Inter de Milão e Real Madrid, José Mourinho regressa ao Chelsea com um contrato por quatro épocas, até 2016-2017.

A primeira passagem do treinador português pelos blues durou pouco mais de duas temporadas, entre 2004-2005 e os primeiros meses da época 2007-2008.

Naquele período venceu seis troféus, incluindo dois títulos ingleses (2004-2005 e 2005-2006), uma Taça de Inglaterra (2006-2007), duas taças da Liga inglesa (2004-2005 e 2006-2007) e uma Supertaça inglesa (2005-2006).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG