Mónaco de Leonardo Jardim surpreende Arsenal em Londres

Golos de Kondogbia, Berbatov e Carrasco dão importante vitória fora, por 3-1, ao clube francês na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. Bayer Leverkusen bateu At. Madrid por 1-0

Com Leonardo Jardim a liderar no banco e João Moutinho no relvado, o Mónaco surpreendeu o Arsenal de Arsène Wenger (que começou por se notabilizar no Mónaco, no início da década de 1990) em pleno Emirates Stadium londrino, por 3-1.

Mesmo sem alguns jogadores habitualmente titulares, entre eles o defesa central português Ricardo Carvalho, a equipa francesa conseguiu uma importante vitória na primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, ficando agora em posição muito confortável para chegar aos quartos de final.

Kondogbia deu vantagem ao Mónaco na primeira parte, aos 38 minutos, com um remate de longa distância que contou com um desvio num defesa do Arsenal. À lição de bem defender, a equipa de Leonardo Jardim juntou ainda uma demonstração letal de contra-ataque, na segunda metade, quando Berbatov conclui já na área londrina, aos 53', uma jogada que começou com uma perda de bola de Alexis na área do Mónaco.

O Arsenal reduziu, já em período de compensação, por Chamberlain, num grande remate desde fora da área - numa altura em que já estava em campo também outro português do Mónaco, Bernardo Silva (entrou aos 84'). E foi Bernardo Silva a servir o contra-ataque de Ferreira-Carrasco, que aos 90+4' deu um último golo à formação francesa. O Mónaco fica assim com um pé e meio nos quartos de final da Champions, após um excelente triunfo festejado por Leonardo Jardim em corrida pela linha lateral.

No outro jogo da noite, o Bayer Leverkusen recebeu e venceu o Atlético de Madrid por 1-0, com um golo do turco Calhanoglu num jogo em que o português Tiago foi expulso, por acumulação de amarelos, ao minuto 76.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG