Messi e Ronaldo em boicote ao Mundial? Neville diz que é a solução para tirar Blatter da FIFA

O ex-jogador do Manchester United defende que devem ser os jogadores a "liderar a revolução para derrubar Sepp Blatter e o seu obsceno regime na FIFA".

O ex-jogador do Manchester United Gary Neville acredita que se os dois melhores jogadores do mundo dos últimos anos, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, boicotarem o próximo Mundial, o atual presidente da FIFA será obrigado a sair.

Num artigo publicado no jornal britânico Telegraph, Neville defende que está nas mãos dos jogadores, mais do que dos fãs e patrocinadores, tirar Sepp Blatter da FIFA, depois de este ter sido eleito na sexta-feira para o quinto mandato à frente da organização. O título do artigo é: "Os jogadores devem liderar a revolução para derrubar Sepp Blatter e o seu obsceno regima na FIFA".

O ex-jogador do Manchester United refere-se sobretudo às associações de jogadores, mas dá o exemplo de Ronaldo e Messi. "Pensem em Cristiano Ronaldo e Lionel Messi, as duas maiores estrelas no jogo agora, e pensei num Campeonato Do Mundo sem estes dois. O torneio não existiria se Ronaldo e Messi virassem as costas ao Mundial por causa da forma como a FIFA gere o jogo."

Gary Neville diz ainda que o escândalo na FIFA é "incrível, mas não é uma verdadeira surpresa para qualquer pessoa envolvida no jogo, quer como fã, jogador ou responsável oficial". Salientado que não há acusações contra Blatter, o ex-jogador diz que este não pode escapar à mancha na reputação da FIFA e do futebol.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG