Manchester United humilha Arsenal com goleada histórica

Nani marcou um golo e Rooney três, num jogo que vai directo para os livros da história da Premier League: vitória do Manchester United por 8-2 ao Arsenal.

Sir Alex Ferguson passou toda a a semana a defender o seu rival Arsene Wenger, afirmando que era muito difícil para os adeptos do Arsenal encontrarem melhor treinador do que Wenger para comandar os 'gunners'. Mas, com os históricos 8-2 do United ao Arsenal, esta tarde, Ferguson veio agudizar ainda mais a crise do clube londrino.

O avançado Danny Welbeck foi quem estreou o marcador, aos 22 minutos, numa tarde que nunca mais seria esquecida pelos dois clubes, por motivos opostos. Aos 28 minutos Ashley Young aumentou a diferença para os red devils e, já perto do intervalo, seria o avançado carismático do Manchester, Wayne Rooney, a alargar a vantagem, marcando o seu primeiro golo de três.

Por sua vez o Arsenal conseguia reagir, através do extremo Walcott, em cima do intervalo, com um golo que podia trazer alguma esperança à equipa de Wenger na segunda parte.

Nos segundos 45 minutos, o jogo esteve equilibrado durante cerca de 20 minutos, no entanto, Rooney de livre voltava a aumentar a vantagem do United para 4-1. Sem tempo para digerir o quarto golo, o Arsenal voltou a sofrer mais um golo, desta vez marcado pelo português Nani a passe de Rooney.

Três minutos volvidos, a equipa de Ferguson voltava a marcar com o recém entrado, para o lugar de Nani, Ji-Sung- Park a fazer o gosto a pé. Sem tempo para descansar, o Arsenal respondia por Van Persie, que reduzia para 6-2, um resultado que estava a entrar para história. Porém, a vontade dos jogadores do United em levar este jogo para o livro de recordes não acabou aqui. Rooney, de penálti, completou o seu hat-trick e Young fez um pensável 8-2 final, aos 91 minutos.

Esta foi a maior vitória do Manchester United sobre o Arsenal, que nunca tinha sofrido oito golos na primeira divisão inglesa. Arsene Wenger não vai ter uma semana fácil em Londres

Com esta vitória, a equipa de Nani volta a colar-se aos seus vizinhos e rivais do Manchester City, com nove pontos cada nas três jornadas realizadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG