"Mambas" aguerridos punem Tunísia ultra-defensiva

O excesso de cautelas defensivas castigou hoje a selecção de futebol da Tunísia, de Humberto Coelho, perdendo por 1-0 em Maputo frente a Moçambique, que dispôs das melhores oportunidades de golo e teve maior controlo de bola.

Com a derrota hoje no Estádio da Machava, a Tunísia falhou a qualificação para o Mundial de Futebol de 2010 na África do Sul, contentando-se apenas com disputar o Campeonato Africano das Nações (CAN) 2010, em Angola.

A Tunísia terminou a fase de qualificação como segundo classificado do Grupo B de apuramento conjunto para o Campeonato Africano das Nações (CAN). Moçambique garantiu a qualificação para o CAN, com sete pontos, como terceiro classificado do grupo.

A Nigéria, que hoje venceu o Quénia por 3-2, obteve a qualificação para o Mundial e para o CAN, na qualidade de primeiro classificado do grupo, com 12 pontos. O Quénia, ficou na última posição do grupo, somando três pontos.

A precisar de ganhar, a Tunísia raramente se aventurou ao ataque, dando a iniciativa de jogo aos "mambas", que jogaram perante o seu público.

A postura mais ousada da selecção moçambicana quase dava resultados ainda na primeira parte, primeiro pelo "capitão" Tico-Tico, aos 30 minutos, que chegou atrasado a um passe de Paíto, e depois por Dário, aos 37, que chutou para o corpo de um adversário, na pequena área.

Depois dessas duas perdidas, o jogo entrou num impasse, com a Tunísia a insistir no excesso de zelo defensivo e os "mambas" a não encontrarem soluções para partir com perigo do meio-campo para o ataque, apesar de um nítido ascendente ao nível da posse de bola.

A segunda parte iniciou-se tal como a primeira, com a equipa da casa a tentar ir mais para a frente, mas a encontrar muitas dificuldades para transpor a povoada defensiva tunisina.

Mas a Moçambique voltaram a pertencer as melhores oportunidades de golo, quando, por duas vezes, Dário (ex-capitão da Académica de Coimbra) não conseguiu desfeitear o guarda-redes da Tunísia, Aymen Mathouti.

A selecção moçambicana acabou premiada com o golo de Dário, aos 87 minutos, na sequência de um passe de Tico-Tico, um dos melhores jogadores em campo.

Em desespero, a Tunísia tentou reagir para igualar a partida, mas sem sucesso ante um Moçambique galvanizado pelo golo, até ao apito final.

Humberto Coelho não fez declarações após o jogo, o mesmo acontecendo com Mart Nooij, o treinador da selecção moçambicana.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG