Mais de dez milhões viram Mourinho a festejar

O pico de assistência da TVE espanhola, que transmitiu o jogo, foi às 22.33, precisamente no momento em que o técnico português celebrou de joelhos o golo de Cristiano Ronaldo que deu a vitória aos merengues.

Cristiano Ronaldo, Karim Benzema e Marcelo foram os autores dos três golos do Real Madrid, nos últimos 20 minutos do encontro da Liga dos Campeões que opôs os merengues ao Manchester City, mas nenhum deles foi o momento mais visto da noite - essa honra pertenceu a José Mourinho.

De acordo com a estação espanhola TVE, o pico de assistência do jogo verificou-se às 22.33 horas em Espanha, imediatamente após o golo de Ronaldo. O momento coincide precisamente com a altura em que a transmissão se focou nos efusivos festejos de José Mourinho, que à semelhança do avançado português, ajoelhou-se no relvado, a 60 segundos do apito final.

Naquela altura, estima-se que estivessem 10,089 milhões de pessoas a ver televisão, sintonizada no canal 1 da TVE, uma quota média de 48,6 por cento.

Com estes números, a partida ganhou o estatuto de encontro inaugural da Champions mais visto de sempre em Espanha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG