Légia Varsóvia apresenta recurso sobre afastamento

Os polacos do Légia de Varsóvia apresentaram recurso da decisão da UEFA de os afastar da Liga dos Campeões de futebol, entregando a vaga ao Celtic de Glasgow

Em comunicado, a entidade que rege o futebol europeu explicou que o recurso do clube polaco - uma última tentativa de recuperar o lugar na principal competição europeia - será avaliado numa reunião do comité de recursos da UEFA, na quarta-feira.

O Légia de Varsóvia bateu por 6-1 (nas duas mãos) o Celtic de Glasgow na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, mas os polacos acabaram por ser afastados da prova porque utilizaram irregularmente um jogador na segunda mão, em Edimburgo, a 06 de agosto.

A equipa polaca, em que alinham os portugueses Dossa Júnior, Orlando Sá e Hélio Pinto, não podia ter utilizado Bartosz Bereszynski no jogo da segunda mão porque o jogador ainda estava a cumprir um castigo de três jogos.

O Comité de Controlo de Disciplina da UEFA puniu o Legia com derrota por 3-0 nesse encontro, o que permitiu ao Celtic qualificar-se para o "play-off" com um agregado de 4-4, graças ao golo marcado fora na primeira mão, em Varsóvia, onde foi goleado por 4-1. Em Edimburgo, o Legia ganhou por 2-0.

O Legia considerou que Bartosz Bereszynski tinha cumprido os três jogos de castigo nos encontros da segunda pré-eliminatória, frente o St Patrick's, e na primeira mão da ronda com o Celtic, mas o Comité de Controlo e Disciplina da UEFA entende que, como o jogador não estava inscrito na altura dos encontros com os irlandeses, ainda tinha duas partidas por cumprir.

Esta não é a primeira vez que o Celtic beneficia de uma sanção da UEFA. Na Liga Europa 2011/12, os escoceses apuraram-se - apesar de terem sido batidos pelo FC Sion - porque os suíços utilizaram irregularmente cinco jogadores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG