Jogador do Hertha filmado a vandalizar o muro de Berlim

Salomon Kalou, avançado do Hertha de Berlim, pegou num martelo para explicar à TV alemã ARD como pretendia destruir a defesa do Schalke 04, num jogo da Bundesliga. Porém, foi demasiado expressivo na explicação: terá danificado o muro e, agora, arrisca pagar uma multa de 10 mil euros.

As imagens surgiram no programa de antevisão do jogo entre Hertha e Schalke (que decorreu no sábado). Kalou, jogador costamarfinense que já passou pelo Chelsea, usou um dos troços ainda existentes do muro que dividiu a Alemanha de 1961 a 1989 (a East Side Gallery) para, de martelo e cinzel na mão, exemplificar como pretendia destroçar a defensiva adversária.

Porém, o futebolista terá sido demasiado gráfico na explicação, deixando marcas no muro. E isso indignou os berlinenses. "Quase caí do sofá quando vi as imagens. Temos uma celebridade bem paga a tentar aumentar o seu valor de mercado à custa de um monumento nacional. Sem respeito. E com o aproveitamento da televisão pública. Estou profundamente desapontado", disse ao Berliner Kurier, o presidente da East Side Gallery, Kani Alavi.

Segundo a imprensa alemã, pela destruição de um monumento nacional, Kalou poderá ser punido com uma multa, que pode chegar aos 10 mil euros. "Só porque não estão lá guardas, não significa que ele possa fazer o que quiser. Se tivesse sido na Porta de Bradenburgo teria sido preso", sublinhou Alavi.

De resto, a tentativa de atemorização da defesa do Schalke de nada valeu ao costamarfinense: o Hertha empatou 2-2 e ele não marcou qualquer golo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG