Irina Shayk namorou com Blatter antes da relação com Ronaldo

Revelação foi feita pelo jornal 'El Mundo', num artigo surpreendente sobre "todas as mulheres da vida de Blatter, o ex-presidente da FIFA".

São várias as ligações românticas de Sepp Blatter que chegaram ao conhecimento da imprensa mundial, também porque o agora presidente demissionário da FIFA não fez muito para as esconder. O jornal espanhol El Mundo decidiu mesmo compilar, num artigo, os nomes mais conhecidos, e fez uma revelação surpreendente: Irina Shayk, a manequim que no início do ano terminou a relação com Cristiano Ronaldo, foi uma das conquistas de Sepp Blatter, antes mesmo de começar a namorar com o jogador português.

Atualmente, Blatter, de 79 anos, mantém uma relação com Linda Barras, suíça de ascendência arménia 28 anos mais nova. Conheceram-se porque ela era amiga da sobrinha do presidente da FIFA e, quando os dois se apresentaram em público, em janeiro de 2014, o marido de Linda viu-se obrigado a fazer saber, através do seu advogado, que os dois estavam separados há algum tempo.

Antes de Linda, conta o El Mundo, a namorada de Blatter era Irina Shayk. E Shayk foi precedida por outra manequim no rol das conquistas do presidente da FIFA, a polaca Ilona Boguska. Estiveram juntos durante muitos anos, quando Blatter já tinha no "currículo" três casamentos.

O terceiro, com uma treinadora de golfinhos, Graziella Bianca, foi em 2004 e não chegou a durar um ano. "O seu êxito com as mulheres explica-se porque é um homem encantador, que sabe como aproximar-se e sabe calcular", disse ao El Mundo o jornalista Bruno Affentranger, autor do livro "Sepp, o rei do mundo do futebol". "Mas quando se trata de mulheres, não procura exatamente mentes brilhantes. Interessa-lhe sobretudo o brilho".

O mesmo artigo destaca, no entanto, que a única mulher da vida de Blatter é Corinne, a sua única filha e fruto do primeiro casamento com Liliane Biner. Professora de inglês e, com o marido, proprietária de um restaurante em Visp, a terra natal de Blatter, Corinne tem vindo a público defender o pai das acusações de corrupção na FIFA, considerando-o vítima de uma conspiração.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG