Romeu Filemon é o novo selecionador de Angola

O técnico Romeu Filemon foi esta terça-feira apresentado em Luanda como novo selecionador de futebol de Angola, tendo assinado um contrato para os próximos dois anos.

Filemon regressa a um cargo que ocupou interinamente em maio e junho de 2012, substituindo o uruguaio Gustavo Ferrin, que não conseguiu cumprir nenhum dos objetivos que lhe foram fixados, designadamente a qualificação para o Mundial deste ano no Brasil.

Pedro Neto, presidente da Federação Angolana da Futebol (FAF), pediu na apresentação do novo técnico a qualificação para as competições continentais e, sobretudo, crie condições para que se consiga o apuramento para o Mundial de 2018, na Rússia.

"O professor Romeu Filemon tem potencial e não vai trabalhar sozinho. Pode contar connosco, que estaremos a seu lado nos bons e maus momentos", disse Pedro Neto na conferência de imprensa de apresentação do novo técnico.

Por seu lado, Romeu Filemon prometeu "trabalho árduo, dignidade e transparência".

Os Palancas Negras estavam sem selecionador desde 11 de outubro de 2013, quando o técnico uruguaio foi despedido.

Romeu Filemon, de 49 anos, optou pela carreira de técnico de futebol em 1995, após formação superior na Ucrânia, onde também fez o mestrado em Ciências de Educação.

Natural de Benguela, o antigo técnico do Benfica de Luanda tem no currículo uma Taça de Angola, pelo Sonangol do Namibe, em 2004, e passagens pelo 1.º de Maio de Benguela, Académica do Lobito, Benfica do Lubango, Académica do Soyo, Santos FC e 1.º de Agosto.

O primeiro compromisso de Romeu Filemon, agora como selecionador a tempo inteiro, será no próximo dia 05 de março, no Estádio da Machava, em Maputo, num jogo particular contra Moçambique.