Platini insiste: Bola de Ouro deve ir para um alemão

Nem Cristiano Ronaldo, nem Messi: presidente da UEFA defende que, em ano de Mundial, o Bola de Ouro deve ser sempre um jogador que se tenha sagrado campeão do Mundo.

O presidente da UEFA, Michel Platini, afirmou que, "em ano de Mundial, a Bola de Ouro deveria ser entregue a um jogador campeão do Mundo", excluindo assim o principal favorito à conquista do troféu, Cristiano Ronaldo, bem como Lionel Messi.

"Vários futebolistas mereceriam a Bola de Ouro, mas sou da opinião de que, em ano de Mundial, este prémio deveria ir para um campeão do Mundo. Isto está em consonância com o que disse há quatro anos, quando, na minha opinião, o prémio deveria ter sido outorgado a um jogador espanhol", disse Michel Platini em entrevista à agência espanhola EFE, publicada nesta quarta-feira.

Platini enalteceu a atuação das seleções europeias no Mundial no Brasil, em especial da campeã, a Alemanha, afirmando que o valor demonstrado na prova será reconhecido na cerimónia de atribuição dos prémios na gala da Bola de Ouro, em que se distinguem os melhores futebolistas do ano, a 12 de janeiro.

O presidente da UEFA encontra-se em Madrid para uma reunião com membros de várias Federações de futebol da Europa.

Cristiano Ronaldo já venceu este prémio em duas ocasiões, a última das quais em 2013, e é considerado um dos principais favoritos à conquista do troféu deste ano. Outros nomes apontados como potenciais vencedores incluem o guarda-redes titular da seleção campeã do Mundo e do Bayern Munique, Manuel Neuer, e o do avançado Lionel Messi, vice-campeão do Mundo pela Argentina.

A Bola de Ouro, prémio atribuído pela revista France Football e pela FIFA, é atribuída por votação dos selecionadores e capitães das equipas nacionais e jornalistas.

Ler mais

Exclusivos