Pep Guardiola: "Não sou igual a Mourinho"

O treinador do Barcelona dirigiu-se aos jornalistas, em conferência de imprensa, e disse-lhes que se pensam que ele é "igual" a José Mourinho então "estão enganados".

"Tanto eu como José Mourinho temos uma coisa em comum, a vontade de ganhar. Mas é melhor pensarem antes de dizerem que sou igual a ele. Se pensam assim, então há qualquer coisa que está mal", declarou Pep Guardiola, treinador do Barcelona, em conferência de imprensa.

"Há imagens e palavras que valem milhões. Há milhares de conferências de imprensa. Queremos ambos ganhar, mas somos pessoas diferentes", deixou claro o técnico dos catalães, que recusa, assim, ser comparado com José Mourinho, o treinador português que orienta o Real Madrid.

Guardiola assumiu, no entanto, que o facto de o Real Madrid liderar, nesta altura, o campeonato espanhol de futebol com dez pontos de vantagem sobre o Barcelona é justificado pelo mérito do adversário. "Merecem estar na frente", sublinhou, reiterando, contudo, a confiança nos atletas que treina. "Têm [futebolistas do Barcelona] tido um comportamento admirável", elogiou.

"Acusado", muitas vezes, de ver a equipa do Barcelona ser beneficiada pelos árbitros (José Mourinho não quis, na última conferência de imprensa que deu, alongar-se muito sobre este tema, tendo lembrado castigos anteriores e multas que teve de pagar), Guardiola foi irónico quando mencionou o nome de Ángel Maria Villar, o presidente da Federação Espanhola de Futebol (Real Federação Espanhola).

"Parece que quando se é amigo de Villar tudo funciona. Os árbitros estão sujeitos a uma pressão enorme, o presidente da federação dia tomar uma posição sobre esta questão", sustentou Pep Guardiola.

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub