Pedro Pinto é o novo chefe do gabinete de imprensa

O ex-jornalista da SportTV e da CNN foi nomeado chefe do gabinete de imprensa e porta-voz oficial da UEFA.

O jornalista português Pedro Pinto foi nesta quinta-feira nomeado chefe do gabinete de imprensa e porta-voz oficial da UEFA, segundo informação disponível na página oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

O profissional de comunicação, de 37 anos de idade, foi "pivot" do noticiário desportivo da cadeia de televisão norte-americana CNN e por várias vezes foi o apresentador principal de iniciativas da UEFA e do futebol em geral.

Pedro Pinto vai, a partir de meados de janeiro de 2014, ter responsabilidades ao nível da "coordenação da comunicação institucional, particularmente ligada ao presidente da UEFA", explicou o secretário-geral do organismo, Gianni Infantino.

A nomeação teve lugar durante a reunião do Comité Executivo da UEFA, que decorreu em Bilbau, Espanha, onde também esteve presente o presidente da FPF, Fernando Gomes, e que analisou a evolução dos trabalhos de preparação para o Campeonato da Europa de 2016, que irá decorrer em dez cidades francesas, entre 10 de junho e 10 de julho de 2016.

O dirigente português é membro do grupo de coordenação do Euro2016 SAS, órgão que traça as orientações gerais relativas à organização da competição em solo gaulês, cujo sorteio da fase de qualificação está marcado para 23 de fevereiro, em Nice.

Entre as decisões tomadas em Bilbao, o Comité Executivo aprovou uma resolução de 11 pontos para combater a viciação de resultados.

O documento prevê sanções mais severas para este problema e será adotado por todas as federações da UEFA.

Foi também decidido que a próxima final da Taça UEFA de futsal será disputada em Baku, no Azerbaijão e a organização ficará a cargo do clube Araz Naxçivan, que afastou o Sporting na ronda de elite.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

Estou a torcer por Rio apesar do teimoso Rui

Meu Deus, eu, de esquerda, e só me faltava esta: sofrer pelo PSD... É um problema que se agrava. Antigamente confrontava-me com a fria ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, e agora vejo a clarividente e humana comentadora Manuela Ferreira Leite... Pacheco Pereira, um herói na cruzada anti-Sócrates, a voz mais clarividente sobre a tragédia da troika passista... tornou-se uma bússola! Quanto não desejei que Rangel tivesse ganho a Passos naquele congresso trágico para o país?!... Pudesse eu escolher para líder a seguir a Rio, apostava tudo em Moreira da Silva ou José Eduardo Martins... O PSD tomou conta dos meus pesadelos! Precisarei de ajuda...?

Premium

arménios na síria

Escapar à Síria para voltar à Arménia de onde os avós fugiram

Em 1915, no Império Otomano, tiveram início os acontecimentos que ficariam conhecidos como o genocídio arménio. Ainda hoje as duas nações continuam de costas voltadas, em grande parte porque a Turquia não reconhece que tenha havido uma matança sistemática. Muitas famílias procuraram então refúgio na Síria. Agora, devido à guerra civil que começou em 2011, os netos daqueles que fugiram voltam a deixar tudo para trás.