Pedro Caixinha vai treinar o Santos Laguna

O treinador português já está no México e vai ser apresentado no campeão mexicano nas próximas horas.

Pedro Caixinha vai treinar o campeão do campeonato mexicano, Santos Laguna, e será apresentado durante as próximas horas na cidade de Torreón.

O treinador português, de 42 anos, que foi demitido do Nacional da Madeira há cerca de um mês, terá como seus adjuntos os portugueses Hélder Baptista e Óscar Tojo, na nova etapa como treinador principal, agora no estrangeiro.

O Santos Laguna despediu o treinador Benjamin Galindo depois da equipa mexicana ter conquistado o nono lugar no Torneio Abertura, o que impediu a hipótese de renovar o título nacional.

Pedro Caixinha tem como principal desafio a Liga dos Campeões da CONCACAF (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe), estando o clube apurado para os quartos-de-final da competição, num confronto que irá opôr o Santos Laguna aos norte-americanos do Houston Dynamo, em março de 2013.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

O populismo entre nós

O sucesso eleitoral de movimentos e líderes populistas conservadores um pouco por todo o mundo (EUA, Brasil, Filipinas, Turquia, Itália, França, Alemanha, etc.) suscita apreensão nos países que ainda não foram contagiados pelo vírus. Em Portugal vários grupúsculos e pequenos líderes tentam aproveitar o ar dos tempos, aspirando a tornar-se os Trumps, Bolsonaros ou Salvinis lusitanos. Até prova em contrário, estas imitações de baixa qualidade parecem condenadas ao fracasso. Isso não significa, porém, que o país esteja livre de populismos da mesma espécie. Os riscos, porém, vêm de outras paragens, a mais óbvia das quais já é antiga, mas perdura por boas e más razões - o populismo territorial.