Luís Figo é candidato à presidência da FIFA

O antigo internacional português do Inter de Milão, Real Madrid, Barcelona e Sporting é o sexto candidato.

Grande surpresa. Portugal vai ter um candidato à presidência da FIFA. Nada mais, nada menos do que Luís Figo, que, numa pequena entrevista à CNN, anunciou a intenção de suceder a Sepp Blatter.

Em entrevista à CNN, Luís Figo diz que "adora o futebol, preocupa-se com o futebol" e que foi por isso que se candidatou. O português já reúne o apoio de cinco federações, necessário para que a sua candidatura tenha sucesso.

Logo após o anúncio, Figo comunicou as suas intenções na conta oficial no Twitter, em mensagens em várias línguas. A primeira, em inglês, foi reproduzida três mil vezes em menos de 20 minutos.

.

Figo criticou a degradação da "imagem da FIFA nos últimos anos" e diz que "está na altura de mudar. De a FIFA ser mais transparente". Luís Figo diz que tem "ideias para o futuro do futebol" e acredita que há muito a melhorar nos regulamentos da FIFA.

O antigo internacional português disse ainda que não precisa de fazer uma grande campanha porque é uma pessoa conhecida do mundo de futebol, lembrando que desde que abandonou os relvados tem continuado a trabalhar no futebol, quer no Inter de Milão quer com a seleção portuguesa.

Figo é o sexto a manifestar interesse, depois Joseph Blatter, atual presidente, Michel van Praag, presidente da federação holandesa, David Ginola, ex-jogador francês, Jerome Champagne, candidato independente francês, e Ali bin Al Hussein, vice-presidente da FIFA.

Luís Figo tem 42 anos. Atingiu o sucesso no Sporting, onde esteve seis anos, e depois representou Barcelona, Real Madrid e Inter de Milão, onde acabou a carreira. Anunciou o final da carreira em maio de 2009, dia em que se sagrou campeão de Itália pelo Inter. É casado desde 2001 com a modelo sueca Helen Svedin e tem três filhas.