Jogador que assumiu ser homossexual nos LA Galaxy

O futebolista norte-americano Robbie Rogers, que tinha anunciado o abandono da modalidade e assumido a homossexualidade em fevereiro, assinou um contrato com os Los Angeles Galaxy, da Liga dos Estados Unidos.

"Em 25 anos, tive medo de partilhar um segredo com alguém e finalmente fi-lo. Eu mantive o meu segredo porque pensei que não poderia ser jogador de futebol e homossexual. Mas, agora, cheguei aqui e tudo é perfeitamente normal", afirmou Rogers, na conferência de imprensa de apresentação como "reforço" dos LA Galaxy.

Com o anúncio do seu regresso, Rogers, de 26 anos, vai tornar-se no primeiro desportista homossexual assumido numa liga profissional norte-americana, sob o comando do treinador Bruce Arena.

Antes de anunciar o abandono, Rogers jogou nos holandeses do Heerenveen, nos norte-americanos do Columbus Crew e nos ingleses do Leeds United e do Stevenage.

"Os balneários da Liga norte-americana são um pouco diferentes dos da Europa...a Liga norte-americana está preparada e os Estados Unidos estão preparados para outros atletas [homossexuais assumidos] noutros desportos", frisou o futebolista.

Após a revelação de Rogers, também o basquetebolista Jason Collins, que jogou em seis equipas da NBA em 12 anos, assumiu a sua homossexualidade.

No entanto, Collins, de 34 anos, continua sem clube, aguardando colocação em julho.

Exclusivos