Domingos Paciência despedido

Domingos Paciência foi convidado a abandonar o comando técnico do Kayserispor, último classificado da Liga Turca.

A aventura de Domingos Paciência na Turquia terminou de forma abrupta. O técnico de 45 anos foi despedido apenas dois meses depois de ter assinado contrato com o clube turco.

O antigo avançado do FC Porto tinha sido contratado para substituir o croata Prosinecki mas não conseguiu inverter a onda de maus resultados do clube de Kayseri.

Com o português ao leme, o Kayserispor apenas conquistou uma vitória em sete jogos (cinco derrotas e um empate) a contar para o campeonato e deixa a equipa turca na última posição, a 12 pontos da permanência.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

E uma moção de censura à oposição?

Nos últimos três anos, o governo gozou de um privilégio raro em democracia: a ausência quase total de oposição. Primeiro foi Pedro Passos Coelho, que demorou a habituar-se à ideia de que já não era primeiro-ministro e decidiu comportar-se como se fosse um líder no exílio. Foram dois anos em que o principal partido da oposição gritou, esperneou e defendeu o indefensável, mesmo quando já tinha ficado sem discurso. E foi nas urnas que o país mostrou ao PSD quão errada estava a sua estratégia. Só aí é que o partido decidiu mudar de líder e de rumo.