Bruxelas está a apreciar queixa contra proibição de fundos

Comissão Europeia recebeu queixa contra decisão da FIFA. Ligas portuguesa e espanhola apontadas como signatárias desta iniciativa

A Comissão Europeia recebeu uma queixa sobre a decisão da FIFA de por termo aos fundos de investimento, disse à agência Lusa o porta-voz da Concorrência, sem confirmar se a Liga Portuguesa de Futebol Profissional foi uma das queixosas.

Questionado sobre as notícias que dão conta de uma queixa depositada junto do executivo comunitário pelas Ligas espanhola e portuguesa, o porta-voz limitou-se a confirmar à Lusa que "a Comissão Europeia recebeu uma queixa", que está já a apreciar, referente às regras da FIFA sobre o investimento em jogadores por terceiros, mas a Comissão não pode revelar a origem da queixa.

A 19 de dezembro passado, o Comité Executivo da FIFA decidiu por fim à propriedade de futebolistas por terceiros, ou seja, por fundos de investimento, algo comum na América do Sul, Espanha e Portugal, com os direitos desportivos dos futebolistas a pertencerem aos clubes e a investidores.

"A interdição entrará em vigor a 01 de maio de 2015", indicou na ocasião a FIFA, precisando que "os acordos já existentes devem ser mantidos até à sua expiração contratual" e que "os novos acordos assinados entre 01 de janeiro e 30 de abril de 2015" estarão limitados à duração máxima de um ano.

Exclusivos