Barcelona conquista a Liga dos Campeões e completa o "triplete"

Campeonato, Taça de Espanha e Liga dos Campeões: Luis Enrique ganhou tudo na primeira época no Barça, o primeiro clube a completar dois "tripletes". Catalães conquistam a Champions pela quinta vez.

O Barcelona tornou-se, neste sábado, no único clube da história do futebol mundial a completar o "triplete" duas vezes, ao conquistar a Liga dos Campeões, já após ter feito a "dobradinha" em Espanha. Os pupilos de Luis Enrique, que cumpre uma época de estreia de sonho em Camp Nou, bateram a Juventus por 3-1, em Berlim, e garantiram o 5.º título europeu da história do Barça.

Depois de Celtic (1967), Ajax (1972), PSV (1988), Manchester United (1999), Barcelona (2009), Inter de Milão (2010) e Bayern Munique (2013), havia a garantia de que voltaria a celebrar-se um "triplete" europeu, pois a Juventus também conquistou Taça e Liga. E o Barça começou cedo a desenhar o seu "bis", ao adiantar-se no marcador aos quatro minutos, por Rakitic, após assistência de Iniesta.

Estatisticamente superior em todos os capítulos (39-61% em posse de bola, 14-17 em remates, 37-52 em ataques), o Barça só não ampliou a vantagem mais cedo por "culpa" de Buffon, que se exibiu a grande nível na baliza italiana. Ter Stegen, por sua vez, poucas vezes teve que se aplicar, mas aos 55' não conseguiu evitar que Morata, na recarga a um remate de Tévez, atirasse para o empate.

A Juventus partiu para um raro período de superioridade e, aos 67', viu o árbitro Cuneyt Çakir "ignorou" um penálti por marcar sobre Pogba. Logo de seguida, o Barça recolocou-se na frente, por Luis Suárez, na recarga a um remate de Lionel Messi. A Juventus tentou forçar o prolongamento até ao último instante, mas aos 90+7' Neymar sentenciou o triunfo do Barça, com o seu 10.º golo na prova - igualou a marca de Messi e Cristiano Ronaldo.

Xavi Hernández, que fez o seu último jogo oficial pelo Barcelona, ergueu a "orelhuda", a quarta conquistada pelos catalães na última década. Com este título europeu, Messi, Iniesta e companhia garantem o acesso à Supertaça Europeia (frente ao Sevilha) e ao Mundial de Clubes FIFA, enquanto a Juventus completa duas décadas sem conhecer a glória europeia.

Filme do jogo:

90+7' Final do jogo! O Barcelona conquista a Liga dos Campeões 2014/15!

90+7' GOLO DO BARCELONA! NEYMAR FAZ O 1-3! Aí está o novo campeão europeu, o Barcelona: contra-ataque dos catalães, finalizado com um remate rasteiro do avançado brasileiro, o melhor em campo a par de Iniesta. Foi o último lance da partida. Neymar iguala os 10 golos de Messi e Ronaldo na prova.

90+5' Substituição no Barcelona. Saiu Luis Suárez e entrou Pedro.

90+2' Remate em arco de Carlos Tévez, para defesa de Ter Stegen.

90+1' Substituição no Barcelona. Saiu Rakitic e entrou Mathieu.

90' Cinco minutos de compensação...

89' Remate forte de Marchisio, que Ter Stegen consegue desviar para canto.

89' Substituição na Juventus. Saiu Evra, lesionado, e entrou o jovem Coman.

87' Pogba deixa Pereyra em posição privilegiada, mas o argentino não consegue rematar, já dentro da grande área.

86' Suárez pede assistência médica, após ter dado um "mau jeito" ao joelho direito. Luis Enrique, entretanto, vai lançar Mathieu.

85' Substituição na Juventus. Saiu Morata e entrou Llorente.

84' Suárez volta a desperdiçar. O uruguaio recebeu a bola sem oposição, na grande área, mas rematou mal.

82' Que perdida de Piqué! Rakitic, com uma excelente desmarcação, isolou o central espanhol, que tinha espaço para fazer o "chapéu", mas Piqué rematou com demasiada força, por cima do alvo.

80' Lionel Messi escorrega na hora de rematar, na grande área.

80' Substituição na Juventus. Saiu Vidal e entrou Roberto Pereyra.

79' Pogba ganha nas alturas, ao segundo poste, mas cabeceia por cima do alvo.

78' Substituição no Barcelona. Saiu Andrés Iniesta e entrou Xavi.

77' Pontapé livre de Messi, mal batido.

76' Xavi prepara-se para entrar e disputar o seu último jogo pelo Barcelona.

75' Jordi Alba escorrega na grande área e não consegue aproveitar para rematar, após mais um bom contra-ataque do Barça, conduzido por Neymar.

73' Luis Enrique e Allegri ainda não avançaram para a primeira alteração.

72' O Barça protesta, mas sem razão. O golo foi bem anulado a Neymar.

71' Golo anulado ao Barcelona! Neymar ainda festejou, mas o avançado brasileiro utilizou o braço para bater Buffon. O árbitro de baliza viu bem.

70' Cartão amarelo para Luis Suárez, o primeiro para o Barcelona. Falta sobre Bonucci.

69' Luis Suárez fez o seu 7.º golo em 10 jogos de Champions, na sua época de estreia no Barça.

68' GOLO DO BARCELONA! LUIS SUÁREZ FAZ O 1-2! Contra-ataque do Barça, com Messi a rematar para uma defesa incompleta de Buffon; Suárez foi rápido a chegar à recarga e letal na finalização.

67' Penálti por marcar para a Juventus. Dani Alves puxou Pogba na grande área.

65' Remate forte de Pogba, para Ter Stegen encaixar. Está melhor, a Juventus.

63' Buffon antecipa-se ao passe de Iniesta para Suárez.

62' Tévez desperdiça! Bom contragolpe da Juventus, com Tévez a assumir o remate, à entrada da grande área, e atirar um pouco por cima do alvo.

60' Em contra-ataque, Messi falha no último passe. Não está a ser a mais feliz das exibições para o argentino.

58' Morata, em boa posição, cabeceia mal e desperdiça uma boa oportunidade para marcar.

56' Morata marcou pela quinta vez na Champions. Já tinha marcado nas duas mãos das meias-finais frente ao Real Madrid, clube que o vendeu à Juventus em 2014.

55' GOLO DA JUVENTUS! ÁLVARO MORATA FAZ O 1-1! Investida de Lichtsteinter pela direita, após passe de calcanhar de Marchisio, e remate de Tévez para uma defesa icncompleta de Buffon; Morata, sozinho, finalizou na recarga.

53' Barcelona com 36 ataques, contra apenas 14 da Juventus.

52' Corte precioso de Bonucci, a impedir que Messi ficasse isolado.

51' Brilhante jogada de entendimento entre Messi, Neymar e Suárez, mas o remate do argentino saiu desenquadrado com o alvo.

49' Mais um remate de Suárez, por cima do alvo.

48' Que perdida de Suárez! Num lance de contra-ataque de cinco jogadores do Barça para três da Juventus, Rakitic desmarcou Suárez, que poderia fazer a assistência, mas o uruguaio chutou de trivela e Buffon fez mais uma boa defesa.

47' Na Liga dos Campeões, 73% das equipas que iniciaram a segunda parte em vantagem na final foram campeãs europeias. Só nove equipas deram a volta.

46' Início da segunda parte! Bola para o Barcelona.

45+1' Intervalo na final da Liga dos Campeões. O Barcelona está a vencer a Juventus por 1-0, golo de Rakitic (4').

45' Messi assume o lance individual e vai à linha de fundo, mas deixou a bola sair.

45' Primeiro remate da Juventus enquadrado com a baliza: Marchisio chuta para intervenção de Ter Stegen.

44' Barça desperdiça. Buffon erra e entrega a bola a Neymar, que rapidamente cruzou para Suárez, mas a bola saiu demasiado alta.

42' A Juventus já "leva" 15-4 em faltas, uma das poucas formas de travar o "carrossel" ofensivo dos catalães.

41' Cartão amarelo para Pogba, por falta sobre Messi. O francês escorregou sem querer, mas acabou por derrubar o adversário.

40' Buffon volta a salvar! Remate de primeira de Suárez, após um passe errado de Messi, para uma boa intervenção do italiano.

39' Suárez falha por pouco! Remate rasteiro do uruguaio, que sai a "tirar tinta" ao poste.

38' Barcelona com 68% de posse de bola e 22 ataques. A Juventus atacou 10 vezes e rematou seis, metade das do Barça.

36' Pirlo tenta assistir Marchisio, mas o médio não chegou ao cruzamento do veterano italiano.

35' Pogba é derrubado à entrada da grande área, mas o árbitro manda jogar. Os jogadores "cercam" o juiz, em protesto.

34' A Juventus luta contra o registo negativo de finais europeias: quatro derrotas consecutivas. Pior só o Benfica, com cinco finais da Champions consecutivas sem vencer.

33' Pirlo e Evra são os jogadores mais experientes da Juventus em finais europeias: disputam a sexta.

31' A média de idades da equipa da Juventus é superior a 30 anos. O recorde pertence ao AC Milan, outra equipa italiana, em 2007 - a média superava os 31 anos, na final perdida frente ao Liverpool.

30' O Barcelona já completou 222 passes, contra 85 da Juventus.

29' Nove faltas cometidas pela Juventus, duas pelo Barcelona.

28' Pela primeira vez, a final da Champions é capitaneada por dois ex-campeões do Mundo: Buffon, em 2006, e Iniesta, em 2010.

27' Neymar remata em esforço, à figura de Buffon.

25' Iniesta também faz história ao tornar-se no único jogador do Barça a disputar quatro finais da Champions. Venceu todas: 2006, 2009 e 2011.

24' Morata remata na grande área, mas a bola não fez a curva desejada.

23' Andrés Iniesta faz hoje o 549.º jogo pelo Barcelona. Iguala Migueli como o 3.º futebolista com mais jogos, lista liderada por Xavi (766).

22' Ter Stegen ainda não foi chamado a intervir. Buffon já evitou o 2-0 com uma excelente defesa.

21' Seis dos titulares do Barça nesta partida (Dani Alves, Piqué, Busquets, Iniesta, Mascherano e Messi) também jogaram de início na última final da Champions que os "blaugrana" venceram (3-1 ao Manchester United, em 2011). Xavi e Pedro Rodríguez estão no banco.

19' Corte decisivo de Mascherano, a limpar um ataque perigoso da Juventus.

18' Domínio quase absoluto do Barcelona. A Juventus procura transições rápidas para tentar chegar ao empate.

16' Remate de Jordi Alba, na sequência de um canto, a sair por cima do alvo.

15' Barcelona com oito ataques, contra três da Juventus.

14' Vidal volta a ser repreendido, após mais uma falta dura. Assim não acabará o jogo.

13' Estupenda defesa de Buffon! Assistência de Messi e remate de primeira de Dani Alves, para uma defesa "milagrosa" do guarda-redes italiano: Lionel Messi ainda foi à recarga, mas não tinha ângulo para finalizar como desejaria.

13' Lionel Messi mete a bola ao segundo poste, mas Neymar não chega a tempo do desvio.

13' Luis Suárez desarmado por Liechtsteiner, quando se preparava para ficar isolado na grande área.

12' Barcelona com 80% de posse de bola até ao momento.

11' Cartão amarelo para Arturo Vidal, o primeiro da final. O médio chileno nunca poupa na agressividade.

9' Neymar remata à entrada da grande área, por cima do alvo. Grande intensidade de jogo nos primeiros minutos.

8' Remate perigoso de Vidal, a sair um pouco por cima do alvo. Juventus tenta responder à desvantagem madrugadora.

6' Rakitic fez o quarto golo mais rápido da história da Champions. O recorde é partilhado por Maldini e Enrique Mateos - no primeiro minuto.

5' Rakitic marcou pela segunda vez na Champions e, curiosamente, pode ganhar um título europeu pela segunda época consecutiva - em 2014 conquistou a Liga Europa, diante do Benfica.

4' GOLO DO BARCELONA! IVAN RAKITIC FAZ O 0-1! Uma belíssima jogada coletiva deixa o Barça em vantagem na final da Champions: Messi iniciou a jogada que Alba, Neymar e Andrés Iniesta transformaram numa assistência perfeita para Rakitic.

3' Buffon defende a baliza da Juventus aos 37 anos. É o sétimo mais velho de sempre a disputar uma final europeia. O recorde pertence a Zoff (41 anos).

2' Entre é o sétimo confronto entre Barça e Juventus. Registaram-se duas vitórias para cada equipa e dois empates.

1' Carlos Tévez ensaia o primeiro remate, por cima do alvo.

1' Cuneyt Çakir apita para o início do jogo! Bola para a Juventus.

JUVENTUS: Buffon; Lichtsteiner, Barzagli, Bonucci, Evra; Andre Pirlo, Marchisio, Vidal, Pogba; Carlos Tévez e Morata. Suplentes: Storari, Ogbonna, Padoin, Sturaro, Pereyra, Coman e Llorente.

BARCELONA: Ter Stegen; Dani Alves, Piqué, Mascherano, Jordi Alba; Busquets, Rakitic, Iniesta; Lionel Messi, Neymar e Luis Suárez. Suplentes: Bravo, Bartra, Adriano, Mathiu, Xabi, Rafinha e Pedro.

O Barcelona e a Juventus disputam neste sábado a final da Liga dos Campeões, que se disputa no Olímpico de Berlim, com ambos os conjuntos a procurarem o "triplete" europeu.

Frente a frente vão estar dois treinadores que se estrearam nesta temporada nos respetivos clubes - Luis Enrique, no FC Barcelona, e Massimiliano Allegri, na Juventus, que já conquistaram campeonato e Taça nacional.

Só sete equipas conseguiram completar o "triplete" europeu, que consiste em ganhar Campeonato, Taça e Liga dos Campeões: Celtic (1967), Ajax (1972), PSV (1988), Manchester United (1999), Barcelona (2009), Inter de Milão (2010) e Bayern Munique (2013). A Juventus pode estrear-se no lote e o Barça ser o primeiro a bisar.

Os catalães procuraram o quinto título de campeão europeu - depois dos logrados em 1992, 2006, 2009 e 2011 -, que os colocaria no terceiro lugar do "ranking", ao lado de Liverpool e Bayern Munique e apenas atrás de AC Milan (7) e Real Madrid (10).

Por seu lado, os transalpinos lutam pelo terceiro, após as vitórias em 1985 e 1996, e para evitarem o sexto desaire em finais - lideram esse "ranking", com cinco, em igualdade com Benfica e Bayern Munique. O Barça só perdeu duas.

Os catalães surgem em grande forma, com destaque para o tridente ofensivo Neymar, Suarez e Messi (tem 10 golos na Champions, em igualade com Cristiano Ronaldo), num encontro que marcará a despedida de Xavi do clube.

O defesa central Chielini, o principal esteio da defesa do campeão transalpino, será uma baixa de peso na 'vecchia signora', por lesão.

A final da Liga dos Campeões está marcada para as 19:45, no Estádio Olímpico de Berlim, e terá arbitragem do turco Cuneyt Çakir.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Brexit

"Não penso que Theresa May seja uma mulher muito confiável"

O diretor do gabinete em Bruxelas do think tank Open Europe afirma ao DN que a União Europeia não deve fechar a porta das negociações com o Reino Unido, mas considera que, para tal, Theresa May precisa de ser "mais clara". Vê a possibilidade de travar o Brexit como algo muito remoto, de "hipóteses muito reduzidas", dependente de muitos fatores difíceis de conjugar.

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.