Ronaldo: melhor jogador, melhor avançado e melhor golo

Cristiano Ronaldo, de 29 anos, foi o grande vencedor da Gala da Liga espanhola de futebol profissional (LFP), conquistando três prémios, incluindo o mais importante, o de melhor jogador da temporada 2013-14.

Lusa

O internacional português Cristiano Ronaldo foi esta segunda-feira eleito o melhor jogador da Liga espanhola de futebol da época 2013/2014, numa gala em que foi distinguido também como melhor avançado e autor do melhor golo.

Para ser eleito melhor avançado, Ronaldo bateu o espanhol Diego Costa, que na temporada passada alinhou pelo Atlético de Madrid antes de dar o salto para o Chelsea, e o mexicano Carlos Vela, da Real Sociedad.

O internacional português foi o melhor marcador de "La Liga", somando 31 golos em 30 jogos, um registo que lhe valeu a sua terceira Bota de Ouro, troféu entregue ao melhor marcador europeu.

"É um prémio justo", considerou, agradecendo a todos os colegas de equipa.

Triplamente premiado, o capitão da seleção portuguesa viu o seu golo contra o Valência, marcado nos últimos minutos do encontro da 36.ª jornada, merecer a eleição de "melhor golo", derrotando os do argentino Lionel Messi (FC Barcelona) e do mexicano Giovanni (Villarreal).

Até hoje, o avançado "madridista" tinha recebido um único prémio por parte da LFP em seis temporadas em Espanha: no ano passado, levou para casa o título de "jogador mais valioso".

Ronaldo não foi o único jogador do Real Madrid premiado, já que o espanhol Sergio Ramos levou para casa o troféu de melhor defesa, o costa-riquenho Keylor Navas, ex-Levante, conquistou o de melhor guarda-redes e o croata Luka Modric foi considerado o melhor médio defensivo.

A rivalidade dos madrilenos com o FC Barcelona voltou a ficar demonstrada na distribuição dos prémios, com o espanhol Andrés Iniesta a ser eleito "melhor médio de ataque" e o brasileiro Rafinha, que atualmente joga por empréstimo no Celta de Vigo, a ser considerado "o melhor jogador revelação" da época transata.

O Atlético de Madrid, campeão espanhol em 2013/2014, saiu da gala com apenas uma distinção, entregue ao argentino Diego Simeone, o melhor treinador do ano passado.

No âmbito do "fair-play", a Real Sociedad foi considerada a equipa com mais "jogo limpo", enquanto individualmente o mesmo prémio recaiu no croata Ivan Rakitic, que depois de três temporadas trocou o Sevilha pelo FC Barcelona.