Alex Ferguson deixa o Manchester United 26 anos depois

O Manchester United anunciou hoje que Alex Ferguson, de 71 anos, vai deixar o comando técnico da equipa no final da temporada. O técnico escocês, que representou o emblema durante 26 anos, vai reformar-se.

Segundo o jornal britânico "The Telegraph", Alex Ferguson apresenta problemas de saúde, sendo obrigado a abandonar o futebol. José Mourinho é um dos nomes avançados como possível substituto de Fergie em Old Trafford e também um dos favoritos do treinador escocês para lhe suceder no cargo.

Em setembro de 2011 Alex Ferguson afirmava a intenção de recomendar aos patrões do clube o nome de José Mourinho como seu sucessor. Conforme adiantou na altura o jornal britânico "Daily Mail", apesar de algumas figuras do clube temerem que a personalidade conflituosa de Mourinho possa ser prejudicial para o clube Ferguson, que se tornou amigo do treinador português enquanto este treinava o Chelsea, continua a acreditar que ele é o homem certo para o lugar e será isso mesmo que dirá aos diretores do clube quando lhe pedirem a sua opinião. Uma fonte próxima do treinador escocês assegurou na altura ao jornal que "Ferguson tudo fará para que Mourinho possa vir a treinar o Manchester United".

Um dos capitães do Manchester United, Rio Ferdinand, também já tinha afirmado à imprensa britânica, em 2009, que José Mourinho era o único "com ego e personalidade suficientes" para substituir Ferguson.

Em dezembro de 2012, em declarações à ITV4, Alex Ferguson afirmou que José Mourinho tinha todas as credênciais para se poder vir a tornar treinador do Manchester United. Segundo avançou na altura o jornal britânico "The Guardian", quando lhe perguntaram se o treinador do Real Madrid poderia suceder-lhe no cargo, Ferguson respondeu que "Mourinho pode treinar em qualquer lado. Não sei o que se vai passar no clube e eu não duro para sempre, mas é certo que José Mourinho pode treinar qualquer clube do mundo".

Ao anunciar a decisão de se reformar, Alex Ferguson afirma no site oficial do clube que: "A decisão de me retirar foi um assunto em que pensei muito e não foi tomada de ânimo leve. Penso que chegou a altura certa para o fazer", diz, acrescentando que "era importante para mim deixar o clube na melhor forma possível e acredito que fiz isso. A qualidade desta equipa de vencedores e o balanço dos anos que passei com ela fazem-me acreditar na continuação do sucesso ao mais alto nível e as camadas jovens do clube asseguram igualmente um futuro promissor para o Manchester".

Ferguson chegou a Manchester em 1986 e em Old Trafford ajudou os "red devils" a conquistar, além de 13 títulos de campeão nacional, cinco taças de Inglaterra, quatro taças da liga inglesa e sete supertaças inglesas.

No plano internacional, Alex Ferguson comandou o Manchester United na conquista de duas ligas dos campeões, uma taça dos vencedores das taças (prova já extinta), uma supertaça europeia, uma taça intercontinental e um mundial de clubes.

Ler mais

Exclusivos