Figo obrigado a pagar 2,5 milhões ao Fisco espanhol

Ex-futebolista português viu recusado o recurso da sentença que o condenou por não pagamento de impostos entre 1997 e 1999

O Supremo Tribunal de Espanha confirmou esta quarta-feira que Luís Figo terá de pagar 2,453 milhões de euros às Finanças por não ter pago impostos em 1997, 1998 e 1999 quando era jogador do Barcelona.

O ex-futebolista português havia recorrido de uma primeira sentença do Tribunal Administrativo em Junho de 2008, mas viu agora o Supremo negar provimento aos argumentos que apresentou, tendo inclusive confirmado as notificações que foram feitas a Figo nesses anos.

Além do que terá de pagar às Finanças espanholas, o Supremo Tribunal obriga o ex-Bola de Ouro a pagar os custos do processo de recurso no valor máximo de seis mil euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG