Del Bosque e Fàbregas fizeram as pazes antes do "adeus"

Del Bosque garante que o desentendimento com Fàbregas foi resolvido. Xavi vai despedir-se da seleção espanhola sem jogar, devido a um problema muscular.

O selecionador da Espanha, Vicente del Bosque, e o futebolista Cesc Fàbregas fizeram neste domingo as pazes, após desentendimento durante o ensaio para o derradeiro jogo no Mundial 2014, frente à Austrália.

Tudo terá ficado esclarecido entre os dois, confirmou o treinador durante a conferência de imprensa de antevisão do terceiro jogo que envolve os espanhóis, entretanto eliminados da prova, frente à Austrália, segunda-feira (17:00), a contar para o Grupo B.

"Respeitamo-nos e apreciamo-nos, como o provam todas as convocatórias. Disse-lhe que um treinador pensa por todos e que cada jogador pensa por si próprio", disse Del Bosque.

A propósito da surpreendente eliminação do ainda campeão do mundo, o selecionador insistiu que a mesma aconteceu "por motivos exclusivamente futebolísticos" e que o conjunto é composto "pelos mesmos de antes: campeões do mundo, mas os primeiros a sentir a deceção por não continuar em prova".

Sob o ponto de vista competitivo, e tendo em conta que os espanhóis estão arredados dos oitavos de final, o selecionador confirmou que colocará em campo os jogadores que ainda não se estrearam no Mundial brasileiro.

Um dos que ficará de fora, segundo o técnico, será Xavi, que já anunciou a sua "reforma" em termos de seleção espanhola, cuja despedida não acontecerá em campo: "Tem um pequeno problema muscular, que o impede de jogar."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG