Barthez diz que Lloris devia ser tratado como Ibrahimovic

O ex-guarda-redes gaulês, campeão do Mundo pela França em 1998, não concorda com a atitude de André Villas-Boas em deixar o internacional francês no banco, em favor do norte-americano Brad Friedel.

Fabien Barthez, antigo guarda-redes francês, considera "incompreensível" a situação que o seu compatriota Hugo Lloris está a passar no Tottenham, já que André Villas-Boas continua a apostar na titularidade de Brad Friedel, norte-americano de 41 anos, apesar de o ex-Lyon ter sido contratado por 12 milhões de euros,

"Acho que quando chegou ao Tottenham ele merecia o mesmo tratamento do Ibrahimovic quando foi para o PSG", defendeu Barthez em declarações ao Le Parisien, ele que vê como inevitável a titularidade de Lloris, internacional francês e titular na baliza gaulesa.

"O que se está a passar é incompreensível, mas não estou preocupado. Ele vai acabar por tornar-se peça central no clube", sublinhou Fabien Barthez.

"Lloris é um dos cinco melhores guarda-redes do mundo. É mais rápido que Friedel, salta mais alto que ele e é muito forte mentalmente", disse Barthez, que foi o guarda-redes titular de França quando esta foi campeã do Mundo em 1998, bem como o melhor da competição.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG