Banana custa 12.000 euros ao Villarreal

O Villarreal foi condenado ao pagamento de uma multa de 12.000 euros devido ao lançamento de uma banana para o futebolista brasileiro Dani Alves, interpretado como insulto racista, anunciou uma fonte do clube espanhol.

Segundo a mesma fonte, citada pela agência AFP, o órgão de disciplina da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF) optou por uma sanção pecuniária, não interditando o estádio El Madrigal.

Em fevereiro, o clube foi condenado ao pagamento de uma multa de 6.000 euros pelo lançamento de gás lacrimogénio num jogo com o Celta de Vigo, que esteve interrompido mais de meia hora.

A decisão do comité da RFEF teve em conta a rápida atuação do clube no caso do lançamento da banana, identificando e proibindo o adepto envolvido de voltar a entrar no estádio.

A 27 de abril, o defesa brasileiro Dani Alves deu uma trinca numa banana que lhe foi atirada das bancadas, quando marcava um canto durante a vitória por 3-2 do FC Barcelona em Villarreal, na 35.ª jornada da Liga espanhola de futebol.

O gesto racista do adepto levou a uma onda de contestação e solidária na luta contra o racismo, com vários movimentos nas redes sociais e declarações de várias figuras mundiais como Dilma Rousseff, presidente do Brasil, Joseph Blatter, presidente da FIFA, ou Pelé, considerado ainda o "Rei" do futebol.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG