Argélia entra a ganhar na CAN com golo de Slimani

Avançado do Sporting fechou a vitória argelina sobre a África do Sul por 3-1

A seleção da Argélia venceu hoje a congénere da África do Sul, por 3-1, em jogo da primeira jornada do grupo C da Taça das Nações Africanas (CAN) de futebol, a decorrer na Guiné Equatorial.

Contra todas as expetativas, pois é tida como a seleção menos cotada do grupo C, a África do Sul entrou melhor no encontro, dispondo das mais flagrantes oportunidades de golo da primeira parte.

Aos 23 minutos, Furman acertou na barra, num remate que ainda foi desviado pelo guardião argelino M'Bolhi, que voltou a estar em destaque ao negar o golo a Jali, aos 43. A África do Sul fechava a primeira parte mais perto do golo e o segundo tempo iria confirmar isso mesmo.

Alinhando com Brahimi, do FC Porto, e Slimani, do Sporting, como titulares, a Argélia voltou aparecer 'adormecida' na segunda parte e viu mesmo os 'bafana bafana' adiantarem-se no marcador, após uma boa jogada pela esquerda, finalizada por Phala, aos 51 minutos.

Três minutos mais tarde, a África do Sul falhou uma grande penalidade por Rantie, que lhe daria o 2-0, e, depois disso, desperdiçou ainda um par de boas oportunidades para aumentar a vantagem no marcador, mas a partir daqui o jogo 'virou'.

Aos 67 minutos, um cruzamento de Brahimi, tendo Slimani como alvo, acabou desviado para a própria baliza por Hlatshwayo, dando o empate à Argélia, que, cinco minutos depois, e revelando um alto grau de eficácia, colocou-se em vantagem no marcador, com um golo de Ghoulam.

Até ao final do jogo, tempo ainda para o golo do sportinguista Slimani, que 'imitou' o companheiro de equipa Héldon, que no domingo havia também marcado no empate de Cabo Verde, estabelecendo assim o 3-1 final.

Horas antes, o Senegal, com um golo na última jogada, derrotou o Gana, por 2-1, no primeiro jogo do grupo C, que assim fica a ser liderado pela Argélia, com três pontos, os mesmos que o segundo classificado Senegal, enquanto o Gana e a África do Sul, sem pontos, são terceiro e quarto classificados, respetivamente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG