Frederico Varandas julgado por difamação a Pinto da Costa

Em causa declarações proferidas em outubro de 2020, quando o presidente do Sporting chamou "banido" ao homólogo portista.

O presidente do Sporting, Frederico Varandas, vai ser julgado por difamar o seu homólogo do FC Porto, Pinto da Costa, segundo a decisão instrutória do Tribunal Judicial da Comarca do Porto a que a Lusa teve acesso esta sexta-feira.

Em outubro de 2020, Frederico Varandas chamou "bandido" a Pinto da Costa, referindo que o presidente dos dragões "no dia em que se retirar, ou que for obrigado a retirar-se, prestará um grande serviço ao futebol português".

"Está engasgado, está encravado nas gargantas de todos os sportinguistas, e eles merecem ouvir isto de viva voz. Mas não só os sportinguistas, também todos os portugueses que se levantam bem cedo para ir trabalhar e que tentam triunfar na sua vida, não à custa da corrupção, do compadrio, dos esquemas. Para todos eles: pode ter um grande sentido de humor, pode ser uma pessoa culturalmente acima da média, pode ter um currículo cheio de vitórias, mas um bandido será sempre um bandido", disse Frederico Varandas, de acordo com a decisão judicial.

Pinto da Costa avançou com uma queixa contra Frederico Varandas, por proferir considerações "ofensivos da sua honra ou consideração através de meio de comunicação social".

Face a essa acusação, o presidente do Sporting requereu a instrução, com o Juízo de Instrução Criminal do Porto a ter decidido pela sua pronúncia, uma vez que "a probabilidade de ser condenado - depois de efetuado o julgamento - é superior à da sua absolvição".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG