Ficheiros médicos de Schumacher à venda

Ficheiros médicos que alegadamente pertencem ao processo do ex-piloto alemão de fórmula 1, Michael Schumacher, estão à venda, diz a porta-voz, Sabine Kehm

A porta-voz de Schumacher afirmou hoje em comunicado: "Já por vários dias documentos e informação roubados estão a ser postos à venda. A oferta alega que esses documentos constituem o ficheiro médico de Michael Schumacher".

Contudo, Kehm afirma que ainda não é claro se os documentos são verdadeiros ou não: "Não podemos julgar se estes documentos são autênticos. Contudo, os documentos foram claramente roubados. Foi dada conta do roubo."

Realçando a confidencialidade dos ficheiros e a gravidade da situação em causa, a porta-voz do ex-piloto de 46 anos, que a 29 dezembro de 2013 sofreu um acidente de esqui que o deixou em coma, lançou o aviso de um processo judicial, caso ocorra "a publicação do conteúdo ou referência do ficheiro médico."

A 16 de junho, a porta voz de Michael Schumacher deu conta da sua transferência para o hospital universitário de Lausanne, na Suíça, e afirmou que o ex-piloto não se encontrava já em coma. Não é claro se os ficheiros pertencem ao hospital de Grenole, em França, onde foi internado após o acidente, ou ao hospital suíço em que o campeão alemão se encontra atualmente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG