Fernando Henrique Cardoso critica "pressa" do Mundial

O ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso disse esta manhã em Lisboa que compreende os protestos brasileiros e acha que o Mundial não sairá prejudicado.

A favor do Mundial, não deixou de criticar "a pressa" com que as coisas foram feitas. "Não sou contra a Copa, que quis levar para o Brasil, mas não posso concordar com a pressa, as suspeitas de corrupção".

O ex-governante brasileiro, que falou aos jornalistas depois de uma reunião do Conselho de Curadores da Fundação Champalimaud de que faz parte, defende que os protestos dos brasileiros "não são contra a Copa", mas aproveitam o mediatismo da prova para chamar a atenção para os problemas. "Estes protestos são o somatório de muitas situações que dizem respeito a um mau estar na sociedade. Tem a ver com sistema mundial em que as pessoas não se sentem integradas".

No entanto, apesar dos problemas entre manifestantes e polícias, Fernando Henrique Cardoso acredita que os protestos não vão "prejudiciar o jogo" e que não "há animosidade contra os estrangeiros".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG