Federer vence Murray em jogo de exibição com dois portugueses

Carlos Ramos foi o árbitro de cadeira e Pedro Pinto o mestre de cerimónias. Jogo rendeu à Fundação Roger Federer mais de 1,3 milhões de euros.

Roger Federer venceu Andy Murray, por 6-3 e 7-6(5) na terceira edição do The Match for Africa, esta segunda-feira, em Zurique, na Suíça. O encontro/exibição solidário contou com 11 mil pessoas nas bancadas e rendeu mais de 1,3 milhões de euros à Fundação Roger Federer.

O suíço e o britânico proporcionaram um memorável espetáculo com jogadas vistosas e algumas até aparatosas, danças improváveis e declarações de amor dos fãs.

Houve até dupla portuguesa em court. Carlos Ramos orientou o encontro do alto da sua cadeira e Pedro Pinto o mestre de cerimónias.

Pedro Pinto entregou mesmo uma camisola da seleção nacional autografada pelos jogadores campeões da Europa à Roger Federer Foundation.

Ao início da tarde o suíço e o britânico Andy Murray fizeram esta segunda-feira um jogo de ténis numa plataforma sobre o rio Limmat, em Zurique. Foi uma espécie de preparação para o jogo da noite com fins solidários, cujos ingressos revertem para a Fundação Roger Federer.

A Fundação Roger Federer apoia projetos de educação em seis países, como a Suíça ou a África do Sul, e oferece apoios e bolsas a crianças nascidas em contextos de pobreza extrema.

Criada em 2003, a instituição apoia cerca de 275 mil crianças e quer chegar a um milhão em 2018, revelam os dados publicados no programa do jogo de hoje.

Com programas no Botsuana, Malawi, África do Sul, Zâmbia, Zimbabué e Suíça, a fundação investiu em 2016 mais de seis milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG