Federer número um mundial cinco anos depois

Suíço bateu o holandês Robin Haase no torneio ATP 500 de Roterdão com os parciais de 4-6, 6-1 e 6-1, o suficiente para regressar ao topo da hierarquia

Ora aí está o número um mundial mais velho da história. Roger Federer, para muitos o melhor tenista da história, voltou ao topo da hierarquia, agora com 36 anos, sete meses e oito dias.

O helvético sabia que precisava tão somente de bater nesta sexta-feira o número 42 do mundo, o holandês Robin Haase, que jogava em casa e nos dois encontros em defrontou Federer nem um set tinha vencido. As coisas até começaram bem para Haase que venceu por 6-4 o primeiro set, mas depois Federer impôs a lógica do mais forte e fez um duplo 6-1, esclaredor quanto à sua superioridade.

Sendo o menos importante, na próxima ronda Federer defronta o vencedor do duelo entre Andreas Seppi e Daniil Medvedev

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.