Federação inglesa não quer fazer "pré-julgamentos" sobre Sam Allardyce

Selecionador inglês apanhado a pedir 540 mil euros a investidores asiáticos para os ensinar a contornar as regras de transferências de jogadores em Inglaterra.

Martin Glenn, presidente da Federação Inglesa de Futebol (FA), considera que "não é apropriado fazer pré-julgamentos" no caso que envolve o selecionador inglês de futebol." Com estas coisas temos que respirar fundo, ter todos os dados e ouvir todas as partes", disse o líder da FA ao jornal The Times.

No entanto, foi aberto uma investigação e já se fala em demissão de Big Sam. E de acordo com o tabloide The Sun, o treinador disse a amigos, depois do encontro com o presidente da federação, que acredita que será demitido antes do confronto com Malta, dia 8 de outubro.

Sam Allardyce foi apanhado, por uma investigação do jornal The Telegraph, a oferecer os seus serviços para ensinar empresários asiáticos a contornar as regras de transferências no futebol inglês, a troco de 450 mil euros.

Com 61 anos, Sam Allardyce foi nomeado selecionador de Inglaterra em julho e no seu primeiro e único jogo oficial venceu a Eslováquia (1-0), no apuramento para a Mundial2018 na Rússia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG