Lopetegui: "No ano passado o Nacional tirou-nos cinco pontos"

Treinador do FC Porto fez a antevisão do jogo de sábado, frente ao Nacional, e diz que "as contas fazem-se mais à frente", entre um apelo aos adeptos.

O treinador do FC Porto, Julen Lopetegui, anteviu hoje dificuldades na receção ao Nacional, na nona jornada da I Liga de futebol, lembrando os pontos perdidos com os insulares na última temporada.

"No ano passado, conseguiram tirar-nos cinco pontos nos dois jogos que fizeram contra nós. Estou certo de que falamos de uma boa equipa, que tem bons jogadores. Temos que preparar o jogo com a máxima exigência e o máximo cuidado. Temos que fazer as coisas bem para conseguirmos vencer", sublinhou o espanhol, em conferência de imprensa.

Questionado sobre a possibilidade de a derrota no Benfica, na derradeira jornada da Liga [frente ao Sp. Braga, por 1-2] poder funcionar como um fator extra de motivação, o treinador espanhol optou por contornar o assunto, colocando sempre o enfoque no desempenho da equipa que orienta.

"Focamos toda a nossa energia em tentar superar os adversários a cada jogo. Ainda estamos no início da época. O mais importante é sermos capazes de conquistarmos os três pontos a cada jornada. As contas fazem-se muito mais à frente", defendeu, frisando que o FC Porto "não precisa da derrota de ninguém para saber os objetivos que tem".

Quanto à situação de Casemiro, depois de ao longo da semana terem surgido notícias sobre um possível regresso ao Real Madrid na reabertura do mercado, em janeiro, o treinador disse que o brasileiro é jogador do FC Porto "e não há mais nada a dizer a esse respeito".

Num pequeno cartaz, colocado na mesa da sala de imprensa, em lê-se "enquanto se canta, não se assobia", com o técnico portista a aproveitar a deixa para fazer um apelo aos adeptos do clube.

"Respeitamos tudo o que a nossa massa associativa decida, mas a história e a mística do FC Porto mostram que sempre fomos uma equipa unida. E precisamos de continuar assim, a ser uma equipa unida e forte, porque todos juntos, somos muito mais fortes. Só assim podemos melhorar e sermos campeões", pediu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG