Dragões vencem em Guimarães e despedem-se da época com recorde

Golo de cabeça de Marcano, na resposta a um livre lateral apontado na esquerda por Alex Telles, deu a vitória ao FC Porto este sábado no terreno do Vitória minhoto, em partida da 34.ª e última jornada da I Liga

O FC Porto fechou este domingo a sua participação na I Liga 2017/18 com uma vitória no terreno do V. Guimarães (1-0), que permitiu igualar o recorde de pontos do campeonato português (88), estabelecido há dois anos pelo Benfica de Rui Vitória.

Depois de uma primeira parte amorfa, entre duas equipas já sem objetivos por concretizar, o único golo do encontro chegou aos 69 minutos pela cabeça de Marcano, na sequência de um livre apontado no lado esquerdo por Alex Telles.

Os vimaranenses mantêm, para já, o oitavo lugar, mas podem ser ultrapassados ainda este sábado pelo Boavista, que recebe o Belenenses (20.00).

Onzes iniciais:

V. Guimarães - Miguel Silva; Sacko, João Afonso, Jubal e Konan; Rafael Miranda e Wakaso; Raphinha, Mattheus e Heldon; Rafael Martins

Suplentes: Douglas, Francisco Ramos, João Aurélio, Estupiñan, Dénis, Tallo e Sturgeon

FC Porto - Vaná; Maxi Pereira, Felipe, Marcano e Alex Telles; Corona, Herrera, Óliver e Brahimi; Marega e Gonçalo Paciência.

Suplentes: Fabiano, Hernâni, Aboubakar, André André, Ricardo, Sérgio Oliveira e Soares

Árbitro: João Capela (AF Lisboa)

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.