"Uma rede de tentáculos a todos os títulos vergonhosa"

Presidente do FC Porto escreveu sobre o processo e-toupeira, na revista Dragões

Pinto da Costa abordou esta quarta-feira o processo 'e-toupeira', que levou à detenção do assessor jurídico do Benfica, Paulo Gonçalves, considerando este processo como "vergonhoso"

"Esta equipa de Sérgio Conceição já provou quanto vale, que vale muito mais do que os dois pontos de vantagem que soma sobre o segundo classificado, que dura e não cede nem a jogos subterrâneos. E por falar neles, conheceu-se mais uma, numa sucessão ímpar de casos que vai expondo e denunciando uma rede de tentáculos a todos os níveis vergonhosa. São episódios a mais para que tudo possa ser resumido a fantasia, mesmo que as personagens em causa sejam animais falantes, como parece ser o caso do 'E-Toupeira'", escreveu o presidente portista na sua 'Página do Presidente', na edição de março da revista Dragões, elogiando depois a equipa azul e branca.

"Contra ventos e marés, seguiremos firmes, fortes, determinados e contando com o apoio dos nossos adeptos, que não param de surpreender, inclusivamente em Inglaterra, onde o entusiasmo com que se aplaude, venera e incentiva os heróis se tornou um exemplo para o mundo", concluiu

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".