Rúben Neves é o mais caro do Championship mas estadia deve ser curta

Médio teve proposta e poderá sair já em janeiro de 2018 para outro clube da Premier League. Rendeu 18 milhões

É oficial. Rúben Neves foi ontem confirmado como reforço do Wolverhampton, a troco de 18 milhões de euros, tornando-se no jogador mais caro de sempre da história do Championship, o segundo escalão de Inglaterra. A sua estadia no clube, contudo, poderá ser curta, pois de acordo com informações recolhidas pelo DN, o internacional sub-21 português poderá rumar à Premier League já em janeiro de 2018.

Apesar de ter rubricado um contrato válido para as próximas cinco temporadas, o médio de 20 anos tinha outras propostas em mãos, algumas delas do principal escalão de Inglaterra, mas após conversa com Nuno Espírito Santo, treinador do Wolves e que o orientou no FC Porto na temporada passada, entendeu que uma etapa no Wolverhampton seria melhor nesta sua fase de adaptação a um novo campeonato. Ainda assim, ficou estipulado em contrato que o jovem poderá sair em janeiro caso surja uma proposta.
Ontem em declarações ao canal do clube, Ruben Neves revelou-se satisfeito por seguir a sua carreira em Inglaterra. "Estou muito animado com a oportunidade de jogar neste clube. É um grande clube e espero ajudar a equipa a vencer. Sempre quis jogar em Inglaterra e nós temos uma boa equipa. Acho que podemos fazer boas coisas esta temporada", afirmou o internacional sub-21 português, que admite voltar ao FC Porto no futuro.

"Saio com a certeza que foi apenas como jogador que terminou a nossa ligação, continuarei a ser aquilo que era antes de ser jogador, um adepto apaixonado por ti obrigado por tudo, estou seguro que um dia voltarei e que até lá não vais parar de me dar alegrias. Para sempre meu Porto. Azul e branco é o coração", escreveu na sua rede social de Instagram.

Quem também rumou ao Wolverhampton foi o defesa central Boly. O francês não entrava nos planos de Sérgio Conceição e acabou por ser emprestado aos wolves, onde terá nova oportunidade para ser treinado por Nuno Espírito Santo.

"Voltar a trabalhar com ele é bom para mim porque já conheço o treinador, sei a maneira como trabalha e isso foi determinante para assinar pelo Wolves. Será também mais fácil fazer a minha adaptação ao futebol inglês graças ao treinador.", afirmou Boly, que chegou ao Dragão apenas no ano passado.

Entretanto, os dragões realizaram ontem o primeiro jogo treino da pré-temporada diante da Académica de Coimbra, com o jogo a terminar com um empate a dois golos. O FC Porto foi para o intervalo a perder por 2-0, com golos de Traquina e Ki, conseguindo o empate já na etapa complementar, com Soares e Galeno a fazerem o gosto ao pé pelos azuis e brancos. Eis o primeiro onze de Sérgio Conceição como treinador do FC Porto: Casillas; Ricardo, Felipe, Marcano e Alex Telles; André, Sérgio Oliveira e João Teixeira; Corona, Otávio e Soares.

Ler mais

Exclusivos